Maggots Motherfuckers ↓

Translate/Tradutor

Visualizações do blog:

30 de abr de 2012

Stone Sour demite baixista!

Shawn Economaki, ex-baixista do Stone Sour.

Após o fechamento da Roadrunner Records, ocorreu mais uma desgraça no mundo da música: a demissão de Shawn Economaki, baixista do Stone Sour. Porém, a saída de Economaki não foi por vontade própria e sim, por demissão por parte da banda, segundo ele. Todo o boato começou com a ausência do baixista nas recentes imagens da gravação do novo álbum do SS, o que gerou desconfianças nos fãs sobre se Shawn ainda continuaria na banda, mas o boato em breve seria confirmado pelo próprio baixista.

O proprietário do Stone Sour México perguntou à Shawn, via facebook se o baixista estava gravando com o resto da banda, e ele respondeu: "Não, eu fui demitido da banda em Julho do ano passado."


O Stone Sour anunciou em Abril de 2011 que Economaki deixaria temporariamente a banda, pro problemas pessoais e desde então estava sendo substituído por Jason Christopher, que inclusive tocou no Rock in Rio no lugar de Shawn. A parceria do baixista com o Stone Sour durava a mais de 20 anos.

28 de abr de 2012

#4 e #7 na capa da Guitar World!

Depois de altos e baixos no mundo Slipknot, algo bom há se surgir: Jim Root e Mick Thomson na capa da "Guitar World" do mês de Junho. Fazendo sua 1ª aparição nos EUA após a morte de Paul Gray, o Slipknot é a banda mais esperada do Mayhem Festival. O catálogo ainda conta com um pôster dupla face do #4 e #7.

Mensagem de Shawn Crahan!


Após o aniversário de Joey Jordison, surge uma triste notícia no mundo da música: a Roadrunner Records, gravadora do Slipknot e de muitas outras bandas do mundo, está fechando seus escritórios em todo o mundo, isto é, a gravadora acabou. E tal notícia fez com que Clown publicasse um enorme texto sobre o assunto em sua página no facebook, ontem pela madrugada. O melodico artigo pode ser visto abaixo:

"Hoje é um dia triste. Eu recebi a notícia de que os escritórios  da Roadrunner ao redor do mundo foram fechadas permanentemente.  Isso significa para nós, Slipknot, eu acredito que muitos dos nossos bons amigos e colegas e não vai estar lá para ajudar a arte e o negócio da família conhecida Slipknot. Isto é muito decepcionante, porque a nossa carreira inteira foi de se envolver com esse pessoal da família. Esta notícia veio muito impactante e na minha opinião, é completamente injustificável e inaceitável. O dinheiro não deve ditar o arte. A arte deve fazer o dinheiro. Isso só prova que o lado comercial das coisas domina a arte de lado as coisas, de novo e de novo, acho que a arte é o que muda o mundo. Todo mundo que já não trabalha mais com Slipknot fará muita falta, e por essa questão nunca mais será o mesmo. Eu, pessoalmente, não permitirei que nada entre na nova visão da nossa arte, por essa, tem sido apoiada por muitos desde o príncipio de minha carreira, até agora. As coisas nunca voltarão a ser as mesmas.

Me dói o coração por meus amigos de todo o mundo e por suas famílias. Tudo o que posso dizer neste momento, do fundo do meu coração, OBRIGADO por tudo que vocês fizeram pela nossa banda, pela nossa família, e pelas outras bandas que foram tentando viver seus sonhos. Eu sinto muito e eu amo todo vocês.  A indústria da música como um todo, sempre fracassará, mas o amor pela arte e pela música, estará sempre em primeiro lugar. E por causa dessa arte sempre vão precisar de pessoas que a entendam. Agora que a roda mudou, todo mundo fora da família deve saber que a roda conhecida como Slipknot será maior, mais forte e mais perigosa do que nunca. Não terá nenhuma piedade nem perdão, passará sobre toda maldade. Isto é simplesmente fantástico pra mim. Na verdade, ele simboliza todo o mau do mundo de hoje. Todos vocês ficaram em minha mente, na minha alma, na minha arte, e vou seguir para permanecer o mais próximo possivel de todos vocês. As experiências que eu tive com vocês durante anos tem sido parte do meu sonho e tem sido e tem feito esse sonho uma realidade, algo que eu sonhei desde que era criança. Obrigado por terem me empurrado a seguir adiante todos estes anos para que eu pudesse fazer o melhor para nossa cultura.  Como vocês sabem eu quero que meu sonho esteja alienado com as pessoas que acreditam tão apaixonadamente no que fazemos e seguirá cada passo do caminho.

As coisas nunca mais serão as mesmas a partir de agora e eu estou cansado de sempre mudar as coisas por causa deste negócio da política, pessoas que não tomam o tempo para cumprir com o dever de compreender como uma forma de arte que representa uma cultura única de sua espécie e, mais importante como gente com as famílias como nós. Eu também sei o quanto é importante para essas pessoas que não estão indo para o trabalho com o Slipknot e Roadrunner e quanta diferença que eles fizeram para todos eles - os fãs. Eu acho que os fãs também devem ser capazes de expressarem suas opiniões e se a indústria vai continuar a tomar decisões que são baseadas em minha vida, nossa arte e nossos fãs. Sinta-se obrigado a expressar essa opinião no nosso site e dar o respeito para aqueles que ajudaram com a visão de Slipknot. Mais uma vez estou muito muito muito triste. Vocês estão em meus pensamentos e orações agora e para sempre. Eu sempre os considerei amigos intimos  e farei o meu melhor para manter contato com muitos de vocês quando possível. E se eu tivessemeu caminho iríamos alinhar as nossas forças para a nossa cultura continuar o que é mais importante e que é a arte e a filosofia do Slipknot. Obrigado por tudo do fundo do meu coração. Seu amigo, seu seu irmão - Clown."
Quinta-feira, 26 abril, 2012.
Este não é o fim.
Caralho, isso vai afetar e muito o mundo da música! Porém, o fechamento da Roadrunner não significa o fim do Slipknot, contudo devemos admitir que tal fato pode acrescentar mais uma demora ao lançamento do próximo álbum do Knot, embora hajam diversas gravadoras além da fechada. O jeito é esperarmos pra ver onde essa merda vai dar. Realmente lamentável.

Joey Jordison completa 37 anos!



Joey Jordison
Desculpem-me pela demora em voltar ao 'DM', porém após o meu retorno, trago uma notícia triunfal: o aniversário de Nathan Jonas 'Joey' Jordison! Isso mesmo, o chamado "Pequeno Notável" completou 37 anos de vida nessa quinta feira, dia 26 de Abril! 37 anos de muita saúde, talento e insanidade, é claro.

Desejo de verdade, muito mais saúde ao #1, muito dinheiro, mulher e muito mais tempo no Slipknot e Murderdolls. Espero de verdade que continue esse ser extraordinário que você é. Parabéns Joey #1!

24 de abr de 2012

Qual o sentimento de ouvir Slipknot?

Hey Maggot's! Essa será mais uma daquelas minhas postagens onde falo tudo o que quero e penso, a ponto de cansar seus olhos de tanto ler, mas que se foda. Se eu não falar por mim, quer falará? Como não é novidade para ninguém e isso está bem óbvio, eu ouço muito Slipknot. Puro e básico Slipknot. E tenho total certeza de que isso também aconteçe com muitos de vocês, porém qual é o sentido disso? Quero dizer, porque ouvimos por horas e horas a mesma banda, a mesma voz, os mesmos caras? Muitos de vocês devem pensar nessa hora "porque os caras são foda, porque eles tocam pra caralho, isso e aquilo", o que também não é novidade, porém esse não é o ponto da questão. Basicamente, o mistério todo tem a ver com o sentimento que isso gera dentro de cada um de nós. Que demônio é despertado em nossos corações, nossas mentes e corpos ao ouvir Slipknot? É dificil dizer, muito dificil, mas tentarei por todos nós.

Em primeiro lugar, a questão toda envolve muito a psicose, o lado mental de todos nós, sem dúvida, porém acredito que a chave de tudo são as experiências pelas quais passamos em nossas vidas, e que de certa forma nos marcaram de alguma maneiras, sejam elas boas ou más. No meu caso má, muito má. Explicarei.
Por exemplo, após termos vivido algo com alguém e que tal ação tenha sido negativa, como uma briga ou rompimento de algum laço, ouvir uma música raivosa como Disasterpiece, se identifica com o que vivemos e meio que faz despertar as memórias mortas. Os fantasmas vêm à tona naquele instante, entendem?

Acho que ficará muito mais fácil de entender toda a situação que tento interpretar com um simples exemplo: ouvir Metabolic, do Knot. Cara, essa música me faz sentir um gostinho de raiva, de remorso, entendem? É um troço muito louco que apenas sendo eu para saber, contudo, essa canção me empolga. Dá vontade de levantar, sair batendo cabeça feito louco e cantando do meu jeito. Mesmo que seja horrível.
E esse foi o meu sentimento, a minha reação com Metabolic: ir a loucura. Outro bom exemplo que posso citar é New Abortion, já que essa canção me traz uma sensação de maldade, de revolta, de fúria. Não é o tipo de música que me agita, mas que me torna um cara bem sangue frio naquele momento, entendem? Aqueles acordes graves de guitarra e a voz demoníaca e engasgada do Corey são perfeitas, me despertam meu lado perverso, meu lado ruim. E novamente essa foi a minha reação. Cada um reage de uma maneira com uma música que faça sentido com aquilo que está sentindo, isso é óbvio, afinal ninguém irá ouvir Prelude 3.0 e sair por aí batendo cabeça como se estivesse no show do Slipknot. Seria irracional.

Resumindo: quer sentir raiva? Ouça músicas raivosas, agressivas, caóticas! Quer pensar no grande amor da sua vida?  Ouça Prelude 3.0, Danger Keep Away e Snuff. Quer apenas cantar? Ouça Dead Memories.
Esse é o sentido, o raciocinio. É por esse motivo que ouço Slipknot todas as manhãs: porque eu quero, porque eu preciso ligar o passado com o presente, com algo que considero especial e apropriado: Slipknot.

Enfim, acho que é isso. Talvez a postagem toda tenha ficado uma merda e alguns tenham pensado "mas que porra é essa?!", mas que se foda. Espero que tenham curtido e que chova comentários. stay!  

Shawn fala sobre o "The Apocalyptic Nightmare Journey"

Essa semana caiu na rede um vídeo muito interessante onde M. Shawn Crahan, o percussionista de número #6 do Slipknot fala sobre seu novo livro, o "The Apocalyptic Nightmare Journey" (A Jornada do Pesadelo Apcalíptico), onde Crahan fala sobre as fotos do livro e descreve seus métodos pouco ortodoxos que serviram como inspiração para a composição. O vídeo tem uma duração total de 4min e 10seg, de modo que até os 32 segundos de vídeo, apareçem apenas scanners de alguns trechos do livro do #6, e após esse período surge o lendário Shawn Crahan, com seu humilde microfone e brilhante cérebro.

No geral, o vídeo pareçe ser muito interessante, porém o mesmo é sem legenda, contudo em breve deverão surgir versões legendadas, espero eu. stay maggot's!

23 de abr de 2012

Stone Sour: novas imagens de estúdio!


Hey Maggot's! Boas novas sobre o novo álbum do Stone Sour, ainda em processo de gravação. James Root, guitarrista da banda, postou no Instagram uma porção de imagens do SS em estúdio e fora dele também, tendo inclusive uma foto onde Jim apareçe dando um selinho em uma moça, moça essa que não sei se é namorada, esposa dele ou algum outro grau parentesco, mas enfim, as 20 imagens são bem diversificadas, que vai desde a exibição do árduo trabalho do Stone Sour até toda a instrumentação usada na gravação do novo álbum da banda. Boas fotos, com certeza vale a pena dar uma conferida.

Para visualizar as imagens, basta clicar aqui. Espero que tenham curtido a novidade, stay maggot's!

20 de abr de 2012

Corey e Shawn: sobre prêmio em nome de Paul


A Loudwire se encontrou com Corey e Shawn antes do Revolver Golden Gods, e eles falaram sobre ter a categoria de melhor baixista em homenagem a Paul Gray. (Paul Gray Best Bassist)

No evento, Corey disse: "Significa muito para nós, significa muito porque nós sabemos que significa muito ao Paul. Estou tão orgulhoso dessa banda, orgulhoso do que ele (Paul Gray) fez e orgulhoso de suas realizações. Para eles colocarem o nome dele lá - que para mim é muito honesto e coloca a banda numa posição muito elevada - então peloo Paul, ter esse nome nesse prêmio é simplesmente maravilhoso."

Já, Shawn acrescentou: "Além disso, quando eu penso em meu irmão, quando começamos a banda, ele era o único que mais a amava. Mais do que qualquer coisa, além de, obviamente, sua mãe e sua familia. Ele amava o Slipknot quando nós estávamos juntos. Infelizmente, os outros (integrantes) estão ao redor do mundo e não podemos tê-los aqui agora, por diferentes situações. Mas eu olho para meus dois irmãos (Corey e Sid, presentes no evento) com este prêmio que nos faz felizes, estamos juntos e reunidos graças à ele. Paul está aqui!"


O prêmio de melhor baixista, "Paul Gray Best Bassist" foi para Nikki Sixx, do Mötley Crue.
Mais tarde naquela noite, Corey Taylor, Sid Wilson e Shawn Crahan receberam o prêmio de melhor retorno do ano (Comeback of The Year) para o Slipknot. 

Gifs do Slipknot [PARTE 8]

Olá Maggot's! A pouco tempo atrás postei 15 gifs do Slipknot, todos na 7ª parte do "Gifs do Slipknot", porém agora fiquem com mais 15 imagens animadas do Knot, para noooossa alegria. stay!


Ps: alguns dos gifs acima fazem parte do dvd Sic(nesses), e modesta parte, aqui estão alguns bem fodas.

Slipknot: novo álbum será sobre o #2

Muito recentemente o Slipknot falou à Billboard sobre a possibilidade do lançamento de um novo álbum (album esse que já teria sido confirmado para 2013, então como "possibilidade"?) e revelaram que as novas composições deverão ser influenciadas pela morte de Paul Gray.

O falecimento do baixista em maio de 2010 ainda é uma ferida recente para o grupo e, por causa disso, o planejamento do disco ainda não começou, mas Corey Taylor garante que todos os integrantes estão trabalhando em suas composições, o que é um bom sinal para os fãs da banda.

"Nós estamos simplesmente levando o tempo que precisamos. Cada um ainda está lidando com seu processo de luto (...)  Ainda não estamos falando sobre um novo disco, mas todos têm muita coisa já. Todos têm ideias, todos estão escrevendo, mas o disco não vai acontecer até que a gente se reúna e tenha uma grande discussão sobrecomo será o disco e o que queremos conquistar" disse M. Shawn Crahan, percussionista e vocal de apoio do Slipknot. Clown ainda completou dizendo: "Iowa era cheio de raiva, cheio de ódio e maldade. Isso é só a minha opinião, mas acho que (próximo álbum) será muito triste. Terá aquela camada de raiva e ódio, que virá por toda essa tristeza, mas acho que uma mudança muito, muito especial na nossa carreira está prestes a acontecer. Acho que será melhor ou pior. Apenas acho que será diferente, e acho que é isso que queremos e é o que Paul iria querer", explicou o percussionista.

Já o vocalista Corey Taylor, também palpitou dizendo "Nós já sabemos que tudo que fizermos nesse álbum será sobre Paul. Será muito melancólico. Será uma forma de raiva mais entristecida quando acontecer, e é um caminho que nunca trilhamos antes".

Depois de cogitar deixar a banda, pareçe que Corey mudou de idéia após o show mais insano do Rock in Rio 2011. "Nós estamos manetendo a banda viva, nos comprometendo com esses shows. Faz mais sentido para nós sair em turnê para nos reconectarmos com banda, e tentar encontrar aquilo que temos em comum. Acho que precisamos fazer mais isso, antes de pensar em um novo álbum."

Sic(nesses) terá versão em Blu-ray!

Como todos nós sabemos, no dia 13 de Junho de 2009 o Slipknot tocou no Reino Unido no Download Festival perante um público de 80.000 pessoas. Tal apresentação resultou no dvd Sic(nesses), que foi lançado pouco tempo depois, porém recentemente surgiu uma boa novidade sobre o último filme do Knot: será lançado em Blu-ray!

Isso mesmo Maggot's, o Sic(nesses) terá uma versão em Blu-ray com definição de imagem e áudio muito melhores. O relançamento do dvd está previsto para o dia 31 de Julho, conforme a Eagle Rock Entertainment.

O preço do Blu-ray ainda não foi disponibilizado, porém arrisco em dizer que terá um custo bem mais salgado, mas mesmo assim, valeria a pena comprar. Enfim, espero que tenham curtido :)

15 de abr de 2012

Blogueiro: sonhando com Corey Taylor

Hey, Maggot's! What's up?! Na noite de ontem, antes de dormir fiz três postagens aqui no 'Domínio Maggot' sobre o Slipknot no Golden Gods Awards 2012, a premiação da banda, além do super cover de Creeping Death, interpretado por Corey Taylor. Até aí nada é novidade, porém tais posts causaram-me um pequeno efeito: um sonho com o #8. Acredito que o fato de eu ter postado pouco antes de dormir tenha sido a peça-chave para que tal fato ocorresse. Apesar de ter sido meio estranho, curti pra caralho.

Dentro da minha cabeça adormecida, nada de extraordinário aconteçeu: o sonho basicamente era o meu encontro e o de Corey, onde eu o abraçava e dialogava com o mesmo (em inglês, claro), onde lembro-me de ficar super nervoso enquanto abraçava-o. Me recordo de cada momento, inclusive da minha fala que foi "Oh my fucking God! Corey, you is the best singer in the world! I love you, I love the Slipknot! You is my hero! I can take a picture with you?" (Oh meu Deus fodido! Corey, você é o melhor cantor do mundo! Eu te amo, eu amo o Slipknot! Você é o meu herói! Eu poderia tirar um foto com você?)

Lembro-me da cara de assustado do Corey, a expressão de desespero dele, de surpresa, sabe? Afinal, ninguém espera alguém apareçer do nada e ser abraçado por alguém que nunca se viu na vida.

E é nesse momento em que aconteçe a desgraça de um dos melhores sonhos de todos os tempos: eu entrego a câmera para uma mulher, para que a mesma tire uma foto minha ao lado de Corey, porém o diabo de cabelo ruivo, no caso a mulher, demorou demais para capturar a imagem e aí, o #8 foi embora! Me lembro perfeitamente de depois de tal situação, eu ter me ajoelhado no chão e começado a chorar, foi algo realmente trágico, contudo, esse sonho me fez perceber ainda mais no ser extraordinário que Corey Todd Taylor é. Talentoso, insano, fodástico, amigo e o mais importante: humilde. Tão humilde a ponto de aceitar tirar um foto comigo, pena que nada é perfeito. A esmola era muita e o santo desconfiou. Deu merda.

Mas mesmo após a tragédia da demora da moça em bater a foto, foi um ótimo sonho. Um sonho e tanto, porém espero que tal memória adormecida, um dia se torne realidade. Enfim, como esse fato tem a ver com o Slipknot resolvi compartilhar com vocês aqui no 'DM', espero que tenham curtido. E acreditem-me: eu realmente sonhei com Corey Taylor. E não foi a 1ª vez, como os Maggot's mais antigos já presenciaram aqui no 'Domínio Maggot', em uma outra postagem desse mesmo estilo, porém no Stone Sour. Sortudo eu, hein?

14 de abr de 2012

Corey Taylor: cover de Creeping Death, Metallica

Como todos nós já sabemos, no dia de ontem o Slipknot recebeu o prêmio de melhor retorno do ano, na categoria "Comeback Of The Year" do Revolver Golden Gods. Contudo, no evento Corey junto à Matt Heafy e Robb Flynn executaram um cover de Creeping Death, do Metallica. O melhor, segundo a crítica.

                                                      Tal aparição pode ser visualizada abaixo:


                                                                 Realmente muito bom, Corey!

Slipknot vence categoria "Comeback Of The Year" no Revolver Golden Gods 2012!


Da esquerda para a direita: Sid Wilson, Corey Taylor e M. Shawn Crahan.
Em 2011, o Slipknot fez seu retorno após a morte do baixista Paul Gray e pareçe que esse regresso teve seus bons frutos a colher-se, pois o Knot foi o vencedor da categoria "Comeback Of The Year" (Retorno do Ano) no Revolver Golden Gods, que ocorreu ontem, dia 13 de Abril, em Downtown, Los Angeles.

No evento compareceram apenas Corey Taylor, Shawn Crahan e Sid Wilson para representar a banda, todos sempre muito estilosos e elegantes, dando suas típicas entrevistas e discursos, enfim, meras formalidades desse tipo de situação. Após o anúncio de vencedores, o #8, #6 e o #0 subiram ao palco onde receberam o trófeu de vitoriosos pelo glorioso regresso da banda no ano passado, troféu esse que trazia o nome de Paul Gray entalhado "Best Bassist, Paul Gray" (Melhor baixista, Paul Gray). Todo o Revolver Golden Gods foi conduzido pelo lutador da WWE de luta livre, Chris Jericho. Na categoria de melhor baixista, quem levou a melhor foi Nikki Sixx, baixista do grupo americano de heavy metal, Mötley Crue.

No Golden Gods desse ano, além de Corey, Shawn e Sid também compareceram alguns membros de outras bandas como Matt Heafy do Trivium e Robb Flynn,  guitarrista e vocal do Machine Head. Durante o evento, uma surpresa ilustre: Corey, acompanhado por Matt e Robb sobe ao palco e canta Creeping Death, do Metallica. Muita gente tem dito que é um dos melhores covers da canção dos últimos tempos.

Sobre Paul Gray, Shawn disse:  "Eu sou conhecido por ser lento, por isso vou ser breve. A primeira coisa que eu digo é: salve, Paul Gray. É importante que todos saibam o seguinte: nós nunca fomos porque os nossos fãs ficaram em qualquer lugar. Assim, a partir de meus irmãos no palco e meus irmãos não poderiam estar aqui, nós amamos você." Enquanto que Corey foi mais direto e disse apenas "Obrigado a todos, nos vemos nesse verão". Sid Wilson finalizou toda a mera formalidade com um simples e curto "Obrigado".

                         As 12 fotos do Revolver Golden Gods 2012 estão disponíveis, basta clicar aqui .

Porém, percebam um detalhe: no evento compareceram apenas Corey, Sid e Shawn, casual ou "coincidentemente" os três membros do Slipknot mais 'ativos' nesses últimos tempos, ou seja, os que mais tem aparecido na mídia, que tem feito algo fora do Knot. Porém seria pura coincidência ou tal fato traz consigo algum significado? Não estou insinuando nada, apenas destacando algo no mínimo, estranho.

                                        O vídeo das entrevistas e premiações pode ser visto abaixo:

James Root: capa da "Australian Musician"

Hey Maggot's! Recentemente James Root, o guitarrista de número #4 do Slipknot e Stone Sour saiu na capa da revista australiana "Australian Musician" ao lado do Trivium. No catálogo que contém um total de 56 páginas, tanto Root quando os integrantes do grupo americano de thrash metal concederam entrevistas exclusivas, porém ainda não as li, então por enquanto não tenho minha opinião formada sobre o tema.

                                                 O catálogo completo pode ser visualizado aqui.

Além da edição da 'Australian Musician' que nos foi disponibilizada, também há algumas imagens de James ao lado de Matt Heafy, vocalista do Trivium. No total, são apenas 6 fotos que podem ser conferidas aqui.

11 de abr de 2012

Shawn fala sobre a perda de Paul Gray

Olá Maggot's! Durante essa 1ª semana de Abril, caiu na rede um vídeo onde M. Shawn Crahan, percussionista e backing vocal do Slipknot fala sobre a perda de Paul Gray, o papel do baixista em seu livro "The Apocalyptic Nichtmare Journey", entre outros temas. Toda a entrevista está disponível apenas em vídeo, sendo este infelizmente, sem legenda. A gravação pode ser conferida abaixo:



O repórter, Eric Blair, é esquisito o.o

Slipknot no museu do Grammy [FOTOS]

Essa semana o percussionista do Slipknot, M. Shawn Crahan publicou em seu Facebook duas fotos do Slipknot e itens da banda, além de Corey Taylor no museu do Grammy. São apenas duas imagens, uma com Corey falando à imprensa com as máscaras da banda ao fundo, além de algumas guitarras de outros grupos musicais. Uma delas bem parecida com a de Dimebag Darrell, falecido guitarrista do Pantera. Já, na outra imagem há somente os itens em si, exibindo as máscaras, as guitarras, alguns LP'S e outros itens.


9 de abr de 2012

Nova enquete': Qual a melhor música de todos os tempos?

Olá Maggot's, tudo bem? Naquele período em que fiquei sem postar por 11 dias, tive tempo o suficiente para pensar sobre como expandir um pouco mais o 'Domínio Maggot' tornando-o mais interativo, e para isso conto com a ajuda de vocês. Vou explicar melhor essa nova idéia e o objetivo dela: o 'DM' sempre foi um blog direcionado diretamente ao Slipknot, porém tenho a intenção de tornar o blog numa página mais ampla, tratando mais do metal, do rock em si, dando mais espaço à outras importantes bandas do ramo, entendem? Seria uma espécie de revolução, complementação. Metamorfose, se preferirem.

Basicamente, pretendo tornar o 'Domínio Maggot' num site mais voltado ao rock, o metal, o assunto em si. Não que eu vá abandonar o Slipknot e falar sobre a banda uma vez a cada mês, não. Não é esse o meu propósito, tenho o objetivo apenas de expandir o 'DM', torná-lo mais amplo, mais vago, dar mais lugar ao metal em si, e não apenas o Knot. Vai ser uma espécie de suplemento.

Porém, a minha idéia inicial para tal projeto é a seguinte: criar uma enquete que vai chamar-se "Qual a melhor música de todos os tempos?", contudo, será composta apenas com músicas clássicas de cada banda.
Por exemplo, do Metallica já selecionei Master Of Puppets, já que é a mais conhecida e uma das melhores. Do Guns N' Roses já optei por Sweet Child O Mine, e por aí prosegue-se o raciocício, compreenderam?
Basicamente a música mais popular (que geralmente é a melhor) de cada banda será selecionada para disputar na enquete por um determinado período, que ainda estou decidindo se será de 15 ou 30 dias. Lógico que o Slipknot estará no páreo, porém a banda vai ter que suar a camisa pra continuar entre as classificadas. As 2 canções menos votadas de cada votação serão eliminadas, tendo seu percentual publicado em uma série especial sobre a enquente. É uma idéia relativamente complicada e dificil de organizar, já que existem muitas bandas de alto nível, com muita qualidade, e consequentemente com muitas músicas, então é lógico que eu não conseguiria fazer esse trabalho sozinho, por isso conto com a colaboração de vocês. Futuramente talvez surjam novas idéias, novos projetos... estou aberto à sugestões sobre isso, certo?

Recaptulando: vocês deverão mandar sugestões de 1 música por banda, sendo elas analisadas e escolhidas por mim, a votação é com vocês. Suas idéias podem ser colocadas na caixa de comentários dessa postagem, serem mandadas por e-mail (williambarros@ymail.com) ou comunicadas por msn (williamdm18@hotmail.com). Enfim, espero que dê certo e que vocês colaborem, afinal trabalho em equipe é tudo.


Detalhe importante: as canções sugeridas por vocês devem ser somente, repito SOMENTE sobre rock/metal e subgêneros. Não me apareçam aqui com músicas idiotas ou que fujam do tema, certo? E por favor, não esqueçam de pôr o nome da banda/artista. Mas no geral, acho que o projeto tem tudo para dar certo, espero que consigamos resultados satisfatórios. stay maggot's & metaleiros!

DIVULGADOS NOME E FOTO DO FILHO DE CHRIS FEHN!

Dessa vez o 'Domínio Maggot' saiu na frente com uma notícia em 1ª mão: o nome e a foto do recém-nascido filho de Chris Fehn, além de outras informações adicionais sobre o futuro Maggotinho.

Com data de nascimento ainda desconhecida, o filho do #3 chama-se Jaxon Atari Fehn, é do sexo masculino (aváááá, sério mesmo?!) nascido as 20:41 (horário local). O parto foi tranquilo e sem complicações, portanto, no geral a criança passa bem nos braços de um dos caras mais insanos do planeta: Christopher Michael Fehn, que com certeza será um papai bem ao estilo coruja. Lógico, sem esqueçer das lições sobre batida de cabeça, bem ao estilo Knot. Mas enfim, tudo de bom para a familia Fehn.


Chris Fehn e seu filho, Jaxon Atari Fehn.

Brenna Gray fala sobre aniversário de Paul Gray!

Brenna Gray em coletiva de imprensa sobre a morte de Paul  Gray,
que ocorreu um dia após a morte do baixista.

Como foi postado anteriormente sobre o aniversário de Paul Gray, agora darei continuidade ao tema com uma mensagem da esposa de Gray, Brenna Gray que abriu seu coração e desejou um feliz aniversário ao baixista, esperando que todos nós "ergamos nossas taças para o céu". Brenna disse:

"Olá a todos, só queria agradecer os desejos de aniversário para Paul. Espero que todo mundo esteja comemorando este dia como todos devemos estar felizes por uma pessoa tão incrível ter nascido! Paul teria sido de 40 e sempre teve grandes planos para este dia. Obrigado pelo amor constante e contínuo e apoio ao longo dos últimos 23 meses. Então vamos todos erguer nossas taças para o céu e mandar um beijo para o aniversário de Paul! Muito amor! - Brenna Gray"

Aniversário de Paul Dedrick Gray! #2


Desculpem-me pelo atraso na notícia, porém no dia de ontem, 8 de Abril, Paul Dedrick Gray, falecido baixista do Slipknot e ocupante do número #2 completaria 40 anos de vida.

Sinceramente, deixo novamente meus pêsames à família de Paul, e meus parabéns a esse exemplo de ser humano: humilde, bondoso, de bom coração, amigo, talentoso, perserverante, guerreiro, enfim... há uma porção de adjetivos que poderiam descrevê-lo.

A esposa de Paul deixou uma mensagem à ele, que em breve será publicada aqui no blog.

Paul Gray morreu em 24 de Abril de 2010 por conta de uma overdose de morfina.
Descanse em paz, #2.

5 de abr de 2012

Gifs do Slipknot [PARTE 7]

Após quase 1 mês sem postar nenhum gif novo do supremo Knot, aqui no 'Domínio Maggot', confiram agora a continuação da saga 'Gifs do Slipknot', dessa vez em sua 7ª parte, com mais 15 imagens animadas.
Confesso que dessa vez, os gifs são mais comumzinhos, mas enfim, espero que curtam essa merda toda :)

stay maggots!

Pare e pense: como um Maggot curte outras bandas?

Olá Maggots, tudo bem? Como recentemente não tem surgido muitas notícias relevantes do Slipknot, então dessa vez resolvi fazer uma breve análise sobre como nós, Maggots curtimos outras bandas, já que hoje em dia existe o paradigma de que os metaleiros curtem apenas rock, metal e todo tipo de som pesado. Juntos, iremos desmistificar isso, provando que somos seres normais, apenas mais insanos. Entenderam, não é?

Gostaria de começar essa reflexão usando como exemplo, uma situação real que aconteçe de vez em quando comigo: o fato de "largar" um pouco o Knot e ouvir mais outras bandas, como está ocorrendo comigo essa semana. Estou viciado pra caralho em Metallica, Coheed And Cambria, Avenged Sevenfold, 30 Seconds to Mars e Guns 'N Roses. É algo estranho, pos de uma hora para outra, sem mais nem menos, de uma forma totalmente repentina, "abandonamos" a nossa raíz para curtirmos outras coisas. Eu, particularmente de vez em quando preciso disso, dessa coisa de sair do comum, de ouvir outro tipo de som, outra voz, enfim... mudar o disco. Faz bem e é saudável se aventurar de vez em quando. Porém, a questão principal da postagem é: como nós, Maggots, conseguimos curtir outras bandas, já que o Slipknot está tão grudado em nossas mentes e corpos? (Escrevi isso ao som de 'Like breathing in sulfur', de Sulfur)

E é justamente essa a questão que eu procuro responder aqui, nesse post.

Pessoalmente falando, acho que isso depende do gosto, da preferência de cada um. Por exemplo, tem gente que não gosta do incomum, não gosta de "sair da casinha", isto é, curte sempre a mesma coisa, a mesma música, a mesma banda e com o passar do tempo, isso acaba ficando massante. As vezes preciso tomar um fôlego pra retomar as forças. Por outro lado, existem pessoas como eu, que de vez em quando tem uma certa necessidade de deixar o favorito, o preferível de lado, deixar no esquecimento por um certo período para ouvir outro tipo de som, dentro do metal, claro. Ou fora dele, mas isso não quer dizer que vou sair por aí ouvindo Restart, funk ou pagode... isso não seria uma retomada de forças, seria um suicídio músical.

"Como um Maggot curte outras bandas?" é uma questão muito complexa, mas como eu já disse, depende muito de cada um, varia de uma pessoa pra outra, a preferência de cada um pelo som é que é a base para respondermos à essa questão. No geral, não sei muito bem onde quero chegar, contudo acho que é interessante que os não-metaleiros saibam que nós rockeiros, metaleiros também curtimos outro tipo de som. Um bom exemplo disso sou eu mesmo, que sou fanático por Slipknot, tanto que tenho o 'Domínio Maggot', que muita gente julga ser foda e o melhor, mas que nessa espécie de 'fuga' da música comum e rotineira, ouve Hollywood Undead que é uma banda que mistura música eletrônica, um tipo de rap, hip hop, sei lá (mas não aquela coisa de negão, de falar de putaria) e põe no meio um certo sentimento, uma certa melodia. Quem ficou curioso, procure pela internet Hollywood Undead - Hear Me Now.

É dificil de explicar, mas na minha opinião o conteúdo da música tem que se relacionar com a nossa situação atual, ou seja: tem que de certa forma "retratar" o momento atual de nossa vida. Explicarei melhor. Por exemplo, quando estou com raiva, furioso ou então estou naqueles dias sombrios, escuto Slipknot pra caralho, pois a música caótica e agressiva dele se identifica comigo, se encaixa no que eu estou sentindo naquele momento, porém não significa que toda vez que eu escute Knot eu esteja morrendo de ódio, a ponto de matar alguém, porque se fosse o caso, eu já teria inaugurado uma dúzia de cemitérios. Também posso citar, que adoro ouvir 30 Seconds To Mars e Coheed and Cambria naqueles meus dias mais sentimentais, mais emotivos, pois a música deles é mais "positiva", retrata mais sobre as melhores emoções, é um troço mais amoroso, estão entendendo? Agora, acho que Metallica e Guns são perfeitos pra quando eu estou afim de apenas curtir a música e mexer suavemente a cabeça, é aquele tipo de música que te faz viajar, principalmente durante a manhã. É um troço mais rock, mais clássico, sabem? Até por serem bandas mais antigas, costumo ouvi-las quando estou no 0x0, sem nada de bom e nada de ruim pra expressar naquilo que estou ouvindo, é relativo. Além do lado pessoal da questão toda, acho também tem a questão "música", porque tipo, as vezes ouvimos a música toda por um solo apenas, por um grito, ou algum momento/elemento que nos agrade ao extremo, ao ponto de ouvirmos a música toda. É o caso de The Memory Remains, do Metallica: eu ouço a música toda só por aquele "lárárárálálálá" no final. Sei lá, é um troço nada a ver mais que eu curti pra cacete. Mas no geral, acho que o pensamento é esse.

Apenas gostaria de finalizar a postagem dizendo que independentemente de ser Maggot ou não, de curtir Slipknot, Metallica, Guns ou não, o que importa é ouvir a música, o som que te satisfaça, que agrade aos teus ouvidos. Mas não me venha com funk ou pagode porque isso nem música é, não é digno de ser classificado como música, está mais para "desmúsica" ou merda se preferir. Merda fica melhor pro funk. :)
E por favor, não me julguem dizendo que não sou Maggot de verdade apenas porque curto 30 Seconds To Mars, afinal que fã de Slipknot não possui o seu pecado? Além disso, o som do 30STM me satisfaz, me completa naqueles meus diazinhos mais tristonhos, sabem? Espero que sejam racionais, e não ignorantes.

Mas enfim, espero que tenham entendido e curtido o meu raciocínio e que todo esse texto acima tenha feito algum sentido para vocês. stay maggots & metaleiros!

2 de abr de 2012

Mick Thomson no catálogo 2012 da Ibanez!

Boas notícias relacionadas à Mick Thomson! O nosso eterno #7 saiu no catálogo 2012 da Ibanez, já que o mesmo é um guitarrista clássico é fiel à Ibanez, usa-as desde o início de sua carreira, mantendo a mesma linha de guitarras até hoje. Foi no mínimo, justo. Mas no geral, gostaria de deixar meus parabéns ao Log por essa conquista que com certeza deixará um gostinho de "quero mais" para ele, já que espero que em breve ele fará mais album projeto com a Ibanez. Apenas um palpite, nada mais. (6)


A página para o download do catálogo de Mick pode ser acessada clicando aqui .
Selecione o "2012 Ibanez Eletric Guitars Catalog", que é o do #7.

Sid Wilson tocará com dj do Mushroomhead!

Sid Wilson e ST1TCH

Macacos me mordam, por essa eu não esperava!
Foi anunciado essa semana que o Dj Starscream, fará uma série de shows ao lado do dj do Mushroomhead, chamado de ST1TCH, que ocorrerá em Cleveland, Ohio no dia 17 de Abril.

A apresentação de ambos os dj's será aberta pelo show do MRH (Mushroomhead), com Jeffrey Nothing, vocalista da banda, como 'frontline' do show.

Admito que fiquei bem surpreso com essa notícia, é como se fossem dois clones, de duas bandas diferentes tocando juntos, é como se juntassem o polo positivo com o negativo, um troço muito louco! Mas enfim, espero que seja de arrepiar, afinal os caras são dj's e até que o som do Mush é bacana.

Espero que tenham curtido a postagem. stay maggots!

Stone Sour: fotos da gravação do novo álbum!

Olá Maggots, tudo certo? Todos nós sabemos que recentemente, Corey Taylor anunciou em seu facebook que a gravação do novo álbum do Stone Sour havia iniciado, o que de certa forma, animou muitos fãs da banda, tanto do Stone como do Knot, já que acendeu a esperança de ver um novo álbum do Slip, mas quanto a isso, o veredicto já foi dado: novo álbum do Slipknot, no mínimo em 2013. :/


"A gravação do novo álbum do Stone Sour começou ontem, vai ser um monstro."
Porém no dia 31 de março, Corey publicou em seu twitter (@CoreyTaylorRock) uma porrada de fotos da gravação do novo álbum do Stone Sour, título desse que ainda permaneçe desconhecido. Contudo, a variedade de imagens é bem grande... vai desde a instrumentação usada na gravação como os amplificadores e pedaleiras, desde uma foto bem bizarra de Jim Root extremamente barbudo e bigodudo.
Acho bacana essa postura do #8 de compartilhar com o mundo o que aconteçe nos bastidores, ainda mais na gravação de um novo álbum... espero que o mesmo ocorra na gravação do próximo álbum do Knot.

             Mas enfim, espero que tenham curtido o post. Para visualizar as imagens, clique aqui