Maggots Motherfuckers ↓

Translate/Tradutor

Visualizações do blog:

31 de jan de 2012

Curta metragem de Corey e Clown para a LBF!

Em 23 de Janeiro de 2012, foi colocado no Youtube o curta metragem oficial produzido, dirigido e protagonizado por Corey Taylor e Shawn Crahan para a 'Living Breathing Films', a produtora deles, onde tal trabalho foi exibido no Sundance, um renomado evento cinematográfico, já que o #8 e o #6 pretendem entrar com tudo nas telinhas do cinema, com o objetivo que revolucionar tal indústria (a indústria cinematográfica), assim como revolucionaram a música, com o Slipknot. Tudo isso ao lado de grandes e conhecidos nomes do cinema mundial como Rob Zombie, Quentin Tarantino, entre outros. O vídeo gravado pelo vocal e percussionista do Knot tem 14:40 de duração onde absorvi e interpretei da seguinte maneira: eles (Corey e Clown)  estavam jogando fora como nós vivemos nossas vidas. Nós nascemos e vivemos a vida então ficamos para atravessá-la cegamente. Nós fazemos alguns erros ao longo do caminho, e quando caímos, temos de volta. Algumas pessoas vão tentar nos parar, mas se lutarmos, podemos passar por isso. Algumas pessoas vão tentar segurar você de volta, alguns estão perto de você, e alguns irão falhar por causa dela, mas no final você está apenas escondendo-se. É, foi díficil fazer isso, caralho!

Particularmente falando, o curta metragem do #8 e #6 ficou super profissional, com direito a créditos e tudo mais no fim, porém devo dizer que ficou uma coisa extremamente psicológica e perturbadora, exatamente como Shawn havia dito no Sundance, fiquei impressionado nesse ponto. A compreensão do vídeo gravado por eles é super difícil de ser executada, já que é algo muito interno, então precisa reunir sentimentos, distúrbios e um pouco de loucura pra poder entender. Uma parte eu consegui compreender, a outra, pesquisei na internet, a propósito, me desculpem por isso. Devo destacar que o Clown ficou super psicótico com aquele saco na cabeça, andando entre os arbustos e folhas secas como um clássico zumbi, mas achei foda pra caralho isso, sem esqueçer do Corey, e que me desculpem por isso, mas ele ficou meio ridículo com aquele pacote de batatas sobre o crânio, sei lá... talvez seja pelo #8 não ter a imagem e o conceito de ser um cara tão insano e fazer coisas naturalmente insanas como o Clown, mas mesmo assim, ficou super bacana cara! Adorei o fato deles terem gravado ao ar livre, porém num lugar isolado. Deu um certo clima de suspense e tensão ao curta, admito. Foi um toque a mais. A paisagem estava linda, com aquela casa de madeira no meio da floresta densa, repleta de vegetação morta, ficou foda. O típico cenário de um assassinato cruel e brutal, bem ao estilo Michael Myers. A cara do Shawn, combina perfeitamente com ele.

Mas enfim, o curta metragem do Corey e Clown para a 'LBF' ficou super bacana e perturbador, então agora fiquem com o link do vídeo, já que essa porra de blogguer não carregou-o devido ao seu incrível tamanho de 800 mb, qualquer coisa comentem! stay corey & clown!

                           http://www.youtube.com/watch?v=-u2mQT-RC3k

Nova declaração de Clown no Facebook!

A poucas horas atrás, foi divulgada na internet uma recente declaração de Clown em seu facebook, onde o percussionista do Slipknot pareçe lamentar e dar seus pêsames às mães, pais, familias e amigos que perderam entes queridos em Des Moines, porém não sei informar que fato ocorreu a perda de tais pessoas. Pode ter sido um acidente ou tragédia na terra natal do Knot, contudo, não posso confirmar tal hipótese, afinal é apenas uma teoria minha, baseada no depoimento caloroso do #6.

Abaixo, confira a imagem de tal nota publicada pelo mesmo (Clown) com uma breve tradução:


"Eu só queria ter o tempo e dar o meu respeito às famílias que perderam seus filhos aqui onde eu moro em João Evangelista e na área de Des Moines. Meu coração e alma vai para eles. Esta é a nossa comunidade para que afeta profundamente a todos. Gostaria de pedir a minha família aqui na minha página de tomar um momento e sensação para as mães, pais, famílias e amigos que perderam esses jovens neste final de semana. Tudo o que posso dizer é que sinto muito pela sua perda. Profundamente arrependido. Com amor, Clown".

Muito bacana a atitude do Shawn de prestar solidariade às familias de Des Moines que perderam pessoas próximas, porém não sei se que maneira ocorreu tal perda. Mas muito bacana, parabéns #6!

28 de jan de 2012

Corey Taylor peladão em show?! [VÍDEO]

Caralho, pareçe que nesse começinho de ano eu tenho encontrado muito conteúdo de nudez sobre os caras do Slipknot! Primeiro foi o Sid mostrando o pau no Dynamo, e agora chegou a vez de Corey Taylor, num vídeo onde ele apareçe totalmente nu em um show com uma banda de metal que  desconheço em um local incerto. Porém, não tenho total certeza de que realmente seja o vocalista do Knot o protagonista dessas imagens, já que o cabelo na parte de trás da cabeça dele me pareçeu meio suspeito, pareçe meio encaracolado (não sei dizer devido à baixa qualidade da imagem),  então fiquei meio que na dúvida, mas só para o caso de emergência, postarei esse lixo aqui. O vídeo de apenas 1:09 começa com o suposto Corey entrando no palco com a máscara do Vol:3 The Subliminal Verses no rosto, segurando uma placa, tampa, escudo ou algo assim, com alguma coisa escrita, à qual o peladão exibe para o público. Contudo, em tal situação, acho que o fato de ter alguém totalmente nu no palco num show de metal, com a possibilidade de ser Corey Taylor, chama mais a atenção do que uma simples 'placa'.

Enfim, é um vídeo bem contundente e polêmico, porém baseando-me pelas tatuagens do suposto #8, pela máscara e cabelo (apesar do suspeito cabelo que poderia ser encaracolado na parte de trás) posso arriscar-me e dizer que sim, realmente é o Corey que anda com os bagos de fora em pleno show de metal. Insano? Não preciso nem perguntar. Aposto que esse post irá bombar de comentários, então apenas para matar a vontade das Maggots de plantão, o tal vídeo:

video
Qualquer informação sobre o vídeo, publiquem nos comentários.

27 de jan de 2012

Jim Root derruba Sid Wilson em show [VIDEO]

Olá Maggots, tudo bem? A alguns dias atrás, navegando no canal do slipknotlegendado no Youtube, encontrei um vídeo bem estranho onde apareçe Jim Root derrubando Sid Wilson durante um show com um chute! Porém, o que chama a atenção é que aparentemente olhando o tal golpe do #4, nem pareçe ter sido tão forte assim a ponto de derrubar o #0, mas será que realmente foi? Bem, não sei dizer, mas um detalhe vale ser observado: o Jim nem sentiu que tinha acertado o Sid, então provavelmente nem foi lá essas coisas, relativo à força, mas uma coisa é certa: o Sid caiu. Isso diz por si só, contudo não é certo.

É claro que o chute do guitarrista do Slipknot não foi proposital, isso está muito claro, pois eles estão completamente frenéticos e alucinados durante o show, até que do nada o Sid pula no meio da banda e por acidente o Jim acaba acertando um chute na altura do joelho de Sid, na parte traseira da perna. Trágico e lamentável pro dj do Knot ser protagonista e vítima desse episódio, ele (Sid) deve ter sentido uma dor do caralho na hora de tal acontecimento, mas conheçendo ele, aposto que continuou o show numa boa. Agora, apenas para finalizar a postagem, o vídeo de tal tragédia 'Slipknótica', stay!:

video

25 de jan de 2012

Slipknot será headliner do Mayhem Festival 2012!


Pareçe que o Slipknot está a mil por hora, e dessa vez a banda retornou à América do Norte, mais precisamente aos Estados Unidos onde será headliner (atração principal) do Rockstar Energy Drink Mayhem Festival, que ocorrerá dia 26 de Junho em todos os E.U.A e em 30 de Junho deste ano, que será exclusivamente no Anfiteatro San Manuel, em San Bernardino, Califórnia. A venda dos ingressos começam no dia 6 de Abril, tendo 72 horas de pré-venda com descontos promocionais.

A informação de que o Knot será a atração principal do evento foi divulgada por Russ Rosenfeld, representante da Hoshimo (empresa japonesa dona da Ibanez), que deixou a notícia escapar durante a apresentação da nova linha de guitarras Ibanez de Mick Thomson.

Muito boa a premissa de que o Slipknot continua dando seguimento aos seus trabalhos, com shows e apresentações, além de alguns membros da banda estarem expandindo seus trabalhos paralelos e solos, como Corey Taylor com o Stone Sour e Sid Wilson, com seu projeto solo. Sem esqueçer, claro, do fato de Mick estar fazendo algo fora do Slip, lançando sua nova linha de guitarras, que devem ser ainda mais lindas do que as já utilizadas por ele até o presente momento, então o jeito é ficarmos ligados nas apresentações da banda e observarmos bem as guitarras do #7, já que muito provavelmente o mesmo irá apresentar-se com as suas novas guitarras em breve.

 Para o Slipknot, com certeza será um grande trunfo tocar ao lado do Slayer e Anthrax no Mayhem Festival 2012, como vocês podem ver na imagem inicial da postagem. stay!

22 de jan de 2012

Corey Taylor fala sobre a 'Living Breathing Films'

Todos nós sabemos que recentemente Corey Taylor e Shawn Crahan fizeram uma parceria e abriram a 'Living Breathing Films', sua própria produtora de filmes, à qual tem grandes planos de trabalhar com Quentin Tarantino e Rob Zombie, entre outros renomados artistas cinematográficos. Porém, a pouquíssimos dias atrás, caiu na internet um vídeo onde o #8 do Slipknot explica qual é o objetivo de abrir a 'LBF' (Living Breathing Films), além de fazer um breve comentário dizendo que sempre foi um admirador do olhar e da arte do Clown. Enfim, é um vídeo recente, mas sem muita informação da qual já não sabemos, mas mesmo assim, achei interessante publicar aqui tal vídeo de Corey, já que é o 1º relacionado à sua nova produtora.
Ao final da gravação, o narrador diz que qualquer um que acha que tem algo à acrescentar ou contribuir com a 'LBF', pode mandar uma mensagem para o e-mail da companhia, que é o lbf@livingbreathingfilms.com onde pode-se conseguir informações adicionais sobre a produtora, porém peço-lhes que não enviem mensagens idiotas, nem de mal gosto, afinal de contas, o trabalho dos caras é sério, então por favor, levem a sério também, certo?

Apenas para constar, o site oficial da LBF será divulgado no 'Domínio Maggot' em breve, num post específico para dar o merecido destaque ao novo projeto de Corey e Shawn, ok? Agora apenas para finalizar a postagem e matar a curiosidade de alguns, fiquem com o vídeo de Corey Taylor falando sobre a 'Living Breathing Films', stay!:
video

21 de jan de 2012

PAU DO SID NO DYNAMO, EM 2000! [VIDEO]

Com o recente aniversário de Sid Wilson, resolvi dar uma passada na comunidade do #0 no orkut onde encontrei um tópico falando sobre a bunda do dj do Slipknot no festival Dynamo, que ocorreu em 2000. Com tal título contundente, lógico que eu entrei, porém nada encontrei sobre a bunda do Sid, porém de repente, encontrei algo ainda pior: um vídeo, onde realmente apareçe o pau do #0, em tal festival, durante Spit It Out. É isso mesmo, vocês não leram errado não, apareçe de verdade o órgão genital de Sidney George Wilson, enquanto ele mija no palco, como se fosse algo normal, inclusive balançando-o. Muita doideira cara!

Eu pensava que tal vídeo do pau do #0 era apenas histórinha, enrolação, apenas para chamar a tenção, porém as tais imagens realmente existem! Aposto que na caixa de comentários irá surgir muitos comentários do público feminino, e só para avisá-las: não dá para ver a genitália dele direito, pois é um movimento rápido e a câmera não filma direito, porém com a balançadinha no final, vocês poderão ver tal imagem com mais perfeição. Porra, isso é algo inédito sobre o Sid então, se não sair um número decente de comentários, vou esfaqueá-los até a morte, certo? E vou matar todos os filhos da puta que apareçerem por aqui com comentários maldosos à meu respeito, então, apenas para finalizar a postagem e matar a curiosidade da mulherada, confiram o link de tal vídeo, já que aquela merda não conseguiu carregar todo o vídeo. PQP!

http://www.youtube.com/watch?gl=BR&feature=related&hl=pt&v=4vr_bz8f9K0
Obs: o pau do Sid apareçe aos 3:48 e 3:58 do vídeo. stay!

Sid Wilson completa 34 anos!

Ontem no dia 20 de Janeiro, o dj do Slipknot, Sid Wilson, completou 34 anos de vida de muita saúde que sempre, que sempre andou lado a lado com sua insanidade, sem esqueçer de seus inúmeros ossos quebrados e hematomas causados pela sua loucura no palco durante o tempo em que integra a banda. O cara é foda, não podemos negar! Mas enfim, desejo tudo de bom para o #0 do Knot, muitos anos de vida, que ele ainda passe muito tempo no Slipknot, sempre sendo lembrado e conhecido por ser o mais insano entre os integrantes, muito dinheiro no bolso, desejo-lhe sucesso com seus projetos paralelos e sua carreira solo recentemente lançada. Do bom e do melhor para você.

Parabéns Sidney George Wilson! stay!

18 de jan de 2012

Gematria - The Killing Name (DUBLAGEM)

A cerca de 1 semana atrás, numa chuvosa e solitária tarde eu resolvi fazer algo diferente, algo que pudesse ser postado aqui no 'Domínio Maggot' e que tivesse alguma ligação com o Slipknot, então me veio à cabeça filmar uma dublagem minha de Gematria - The Killing Name, já que é uma música que sei praticamente toda a letra e por ser bem agressiva também, deixando a gravação melhor e mais bem animada. Lógico que o vídeo não ficou uma maravilha, devido à câmera do meu celular que é uma merda, mas ficou bem bacana, tendo inclusive uma encenação do solo de guitarra, com minha guitarra de ps2 à qual jogo Guitar Hero.

Gostaria de ressaltar alguns detalhes do vídeo que saíram por acaso, mas que fizeram-no ficar melhor, como por exemplo o solo de guitarra, no qual tiro a guitarra do além, daquela minha abridinha de mão aos 3:29, que ficou bem bacana, inclusive, farei um gift daquilo, até que ficou fodinha. Aposto que alguns irão rir de forma irracional em alguns trechos do vídeo, mas tudo bem... faz parte. Minhas caras e bocas aliadas à minha interpretaçãos em noção durante a gravação provocará esse efeito nas pessoas, eu imagino. Mas lógico que além de tudo isso, a minha dublagem ficou boa, bem sincronizada, tão sincronizada, que em certos momentos até pareçe que sou eu mesmo que estou cantando (quem dera), mas sem esqueçer, claro, da minha 1ª camisa do Slipknot que eu fiz questão de mostrar no vídeo, e não reparem nas minhas frenéticas mexidas com a cabeça para a frente e para trás, é uma coisa que somente sinto ao ouvir o som do Knot, é uma sensação única.

Mas no geral, o vídeo ficou bom, no mínimo bacana e interessante. E não reparem na minha magreza ao tirar a camisa, não tenho anemia nem sou desnutrido, é apenas o azar de ser magro. Muito magro. Então agora que vocês devem estar com a curiosidade batendo ao lado, assistam à minha tal gravação e espero que curtam, ficou boa, stay!

video
stay gematria!

James Root zoando por ser alto?

Olá Maggots, tudo bem? Recentemente eu tenho feito algumas postagens adicionais sobre alguns membros do Slipknot, entre eles estava James Root, com algumas fotos pra lá de bizarras, e novamente o foco do post é o #4 do Slip, onde dessa vez ele pareçe estar zoando uma mulher por ter uma estatura elevada. Mas será mesmo que James Root estaria se gabando de ser alto? Após verem a imagem de tal situação, vocês terão certeza de que sim.

Porra, o cara tem 2,14 de altura, é um legítimo monstro, faz qualquer um tremer na base só de vê-lo chegando perto, especialmente aqueles que já viram-no brigando no vídeo que publiquei em um post sobre um briga do Jim, mas voltando ao assunto, francamente falando, ele que está certo em ser esnobe! O cara é gigante, toca guitarra pra caralho, tem mais que é que ser esnobe mesmo, mas sem exageros, é claro. E reparem em um pequeno detalhe da foto: a mão de Jim, acima da mulher, exibindo a diferença de altura e quase que dizendo "hey, falta cresçer muito ainda!", dando uma esnobada legal na pobrezinha. Mas tem que ser mesmo, teria a mesma atitude se estivesse no lugar de Jim, mas lógico que tal ação dele é apenas uma brincadeira, nada para humilhar, apenas um momento onde o guitarrista do Knot usou seu senso de humor, que assim como sua altura, é grande. Bacana a zoação dele, curti. \õ/

Agora, somente para finalizar a postagem, confiram tal imagem de James Root aparente e claramente zoando uma mulher de estatura normal e por isso, bem mais baixa que ele, abaixo:

Só para lembrar, a zoação do Jim é apenas uma brincadeira, dá pra perceber isso com muita clareza, apenas com a expressão facial irônica dele e sua mão esnobe. Não estou criticando-o, nem julgando-o, é apenas uma postagem para mostrar um outro lado do guitarrista do Slipknot, seu lado engraçado. Afinal todos tem senso de humor, não é? stay Jim!

16 de jan de 2012

Paul Gray & Fear Factory em 1999 [VIDEO]

A poucos dias atrás, caiu na rede um raro e antigo vídeo do baixista do Slipknot, Paul Gray, tocando ao lado da banda de metal industrial Fear Factory, porém não sabe-se o local da apresentação, apenas que ocorreu no festival Ozzfest no ano de 1999. Ao visualizarem o vídeo, vocês irão perceber com facilidade a presença de Paul no palco, já que ele está com o típico macacão vermelho do Slipknot, naquela época, além de sua máscara de porco, é claro. Nas imagens de tal gravação não é possível dizer que o #2 está realmente tocando baixo ou apenas agitando mais a galera do show, pois o baixista está de costas para a câmera e desse ângulo não dá pra ver nenhum braço do baixo (se ele estivesse tocando e não que não esteja), mas mesmo assim, bacana o Paul ter ido até a apresentação dos caras. Com certeza deixou o show melhor, e agora somente para finalizar a postagem, fiquem com o vídeo do show do Fear Factory com participação especial de Paul Gray, em 1999, no festival Ozzfest:

video
stay!

15 de jan de 2012

Túmulo de Paul Gray [FOTO EXCLUSIVA]


Essa foto é exclusiva, nem o Stay(SIC)BR nem o Slipknotbr possuem, e é por isso que a posto aqui com a maior rapidez possível para que saia na frente. Mas que imagem seria essa? A DO TÚMULO DO PAUL! Isso mesmo, a foto do túmulo do falecido baixista do Slipknot, Paul Dedrick Gray! Depois dessa bomba, nem há palavras para se dizer, portanto vejam logo essa foto, abaixo:!


"Amado filho, irmão, tio, marido, pai e amigo."
Apenas para finalizar a postagem, gostaria de dizer que o túmulo do Paul ficou lindo, e antes que alguém pergunte o que são aqueles dois esqueletos abraçados à direita, eles representam o amor eterno., que vivia dentro de Paul. O cara levou o Slipknot pro túmulo, reparem no símbolo bem ao centro da sepultura. Isso sim é ter amor à própria banda, aprenda Gaystart! stay!

'Living Breathing Films': Corey e Shawn Crahan abrem produtora de filmes!



Muito recentemente Corey Taylor e Shawn Crahan, fizeram uma parceria e abriram a 'Living Breathing Films', sua própria produtora de filmes, sobre a qual conversaram com a Rolling Stones (revista americana), então agora é com muita honra que divulgo aqui no 'Domínio Maggot' tal entrevista completa, dessa notícia bombástica e incrivelmente positiva:

Shawn: "Nossos filmes vão ser 'psicológicos', eles vão afetar você. Quando O Exorcista foi lançado, as pessoas saíam da sala do cinema nos primeiros 15 minutos do filme, e se eu não fizer alguém sair nos primeiros 5 minutos, quer dizer que não estarei fazendo meu trabalho direito. Assisti o Gênio Indomável e eu chorei três vezes durante esse filme. O Robin Willians faz isso comigo, ele me faz rir como comediante, mas como ator eu acredito completamente nos papéis dele."

Shawn diz que vai dirigir os filmes, enquanto Corey escreve e atua. Mas por enquanto, eles estão indo devagar. Eles tem uma história e trabalham juntos fazendo o script.

Corey: "Vamos ter a mesma abordagem que temos com a música, e vamos ter cuidado para que nada entre em conflito com a agenda do Slipknot, mas é importante que a gente aprenda primeiro antes de pular de cabeça nisso."

Ambos vão ao Sundance, um dos festivais cinematográficos mais importantes (tanto quando o festival de Cannes), para fazer a divulgação da produtora.

Corey: "Ir ao Sundance pra gente, é como vamos nos apresentar para o resto da indústria. É uma forma de dizer ‘estamos aqui e vamos fazer isso como fazemos música, e vamos fazer isso da nossa maneira’. Então eu estou bem animado sobre o Sundance, porque não sabemos como essas pessoas vão nos receber."

Shawn: "Não podemos ir ao Sundance sem mostrar algo que nós fizemos. Então filmamos algo no domingo onde colocamos uns sacos na cabeça, fechamos e andamos no meio de uns espinhos. E quando o Corey gritou 'Merda!' era real, porque ele teve um espinho enfiado no peito. É isso que nós somos, nós vivemos e respiramos nossa arte."

Eles já fizeram uma pequena lista das pessoas que eles querem trabalhar, de Carpenter a Tarantino, porém uma pessoa chamou a atenção dos fãs: Rob Zombie.

Corey: "Com certeza queremos fazer algo com o Rob Zombie. Seria demais pra nós três, viemos do mundo da música e queremos fazer algo juntos que seja louco e bom de assistir, mas que ao mesmo tempo seja perturbador."

Caralho, os caras do Slipknot revolucionaram a música. Irão revolucionar também o cinema? Achei o máximo a idéia do Corey de dirigir um filme ao lado do Rob Zombie, seria foda demais! Tipo, eu já vi 'Halloween - O Ínicio' e 'Halloween 2'  do Rob Zombie e são filmaços, é daquele tipo de filme que te faz ver até o final, deixando um clima de tensão no ar a cada segundo, particularmente é assim que eu me senti assistindo à tais filmes, são excelentes mesmo. E perturbadores. O sangue, a violência e a nudez prevalecem nos filmes do Rob Zombie, lembrando de 'Rejeitados pelo Diabo', que também é filme dele, ao qual eu assisti e que tem muita violência, para alguns chega até a ser chocante, o que não é o meu caso. Mas enfim, seria fantástica uma parceria de Rob Zombie, Corey Taylor e Shawn Crahan, os filmes ficariam melhores ainda, então vamos ficar ligados nos diretores, que apareçem nos créditos ao final de cada filme, pois em breve poderemos ver os nomes de nossos ídolos neles. Espero que a produtora realmente dê certo, seria incrível... além de serem músicos sublimes, os caras agora também terão a chançe de serem diretores/produtores sublimes. stay!

Joey Jordison fala sobre o 'Iowa'

Não sei exatamente quando, mas surgiu na internet um vídeo de 38 segundos onde Joey Jordison fala sobre o álbum Iowa e em um vago momento, cita a morte de Paul Gray, dizendo que o baixista ainda está com eles, e que o Slipknot tem tudo para seguir em frente. Muito motivante para nós Maggots, vermos o próprio #1 dizer isso, sinal de que o processo de superação e cura da morte do #2 do Knot está indo bem, agora só nos resta esperar para ver quando o Slip irá entrar em estúdio para gravação de um novo álbum, que supostamente será lançado nesse ano de 2012. Espero por esse dia ansiosamente, mas por enquanto fiquem com o vídeo de Joey, logo abaixo acompanhado da tradução:

video

"Eu amo os meus oito irmãos. Não tem ninguém como ele e ninguém que possa substituí-lo, não tem como fazer isso. Nada vai curar nosso coração. Mas o Paul ainda está aqui, o Iowa ainda está aqui, está tudo aqui. Nós vamos seguir em frente, vamos fazer turnês. O Iowa vai viver pra sempre. O Iowa é o melhor e mais pesado disco da década, pronto." stay!

Joey fala sobre o processo de criação das músicas

A algum tempo atrás, questão de alguns meses, a Revolver Magazine lançou uma edição especial chamada 'Book of Slipknot', que conta toda a história da banda com entrevistas, galeria de fotos e um espaço especial para Paul Gray. O site da revista comemorou o lançamento com o 'Mês do Slipknot' onde eles liberam material sobre a banda no site durante o mês de outubro.

Dessa vez, o material liberado foi um pedaço de uma entrevista com Joey Jordison, onde ele fala sobre o processo de criação e gravação das músicas:

"Se você prestar atenção nas nossas coisas, cada álbum é diferente. O primeiro foi aquilo, o Iowa ficou mais obscuro e pesado. O Vol. 3 ainda é pesado mas a gente começou a colocar umas coisas mais estranhas tipo ‘Prelude 3.0', ‘Circle’ e ‘The Virus of Life’ o que começou a expandir nosso som. E depois veio o ‘All Hope Is Gone’ e você ouve a música-título do álbum e não tem nada além de baixo duplo e riffs super pesados, e aí você tem ‘Snuff’. E tem ‘Gematria’ que é uma das melhores músicas do Slipknot que a gente já tocou. Uma história engraçada sobre essa música é que Paul e os guitarristas estavam no ensaio tocando ‘All Hope is Gone’ algumas vezes que é uma das minhas favoritas, e aí tocamos Gematria e eu disse que provavelmente tocaríamos essa quando tivesse uma turnê, mas eles discutiam muito sobre os riffs porque são muito técnicos então eu disse ‘Tá bom, vamos esperar até que vocês consigam decidir isso."

"A criação das músicas começa com uns pedaços de bateria e guitarras. Aí gravamos uma demo: eu faço a bateria, colocamos as guitarras, depois o baixo e isso fica sendo a base da música. Corey escreve as letras ou eu e Shawn temos letras as vezes também, aí colocamos. Depois começamos com as percussões, que vem depois, e nós, os três bateristas trabalhamos em um triângulo nisso colocando as coisas nos lugares certos. Aí vem o Sid com as suas esquisitices e você nunca sabe o que ele vai fazer – ele é um alien. E o Craig – que nós chamamos de ‘Serial Killer’, ele não fala – ele coloca os últimos detalhes, os barulhos e tudo o que precisamos pra deixar a música mais perturbadora. É assim que funciona"

Achei interessante e bacana pra caralho o Joey dividir essa informação interna da banda, de como cria-se e grava-se as músicas, com os Maggots, fantástica a atitude do cara! Vendo o processo de criação, dá pra se perceber que é como se fosse uma escadinha, que começa por baixo, que é o mais importante e vai subindo, até a parte mais detalhada de cada música, como os samplers e efeitos do Sid. Muito bacana!
E só para constar, esa informação foi divulgada a algum tempo na internet, porém como eu ainda não havia postado-a aqui, postei agora, apesar de todo o atraso, certo? Qualquer coisa comentem, stay!

14 de jan de 2012

Jim Root e Mick Thomson: Os melhores guitarristas do século 21!

Recentemente, o site a Artist Direct fez uma lista dos 'Melhores guitarristas modernos do século”, e James e Mick entraram com o All Hope is Gone.

"Slipknot é uma das bandas mais diversificadas do metal. Eles redefiniram o uso da percussão na música pesada, com percussionistas e bateristas no palco. Dito isso, os riffs complementam perfeitamente a música. Jim Root e Mick Thomson servem como condutores perfeitos pra isso".

Além dos guitarristas do Knot, surgiram outros nomes como Avenged Sevenfold, Korn, Lamb Of God entre outros. A lista completa, você confere logo abaixo:

* Zoltan Bathory e Jason Hook - Five Finger Death Punch
* James "Munky" Shaffer - Korn

Jim Root e Mick Thomson, Slipknot - All Hope Is Gone:
Slipknot é uma das bandas de metal mais inventiva dos últimos tempos. Especificamente, eles redefiniram o papel da percussão na música pesada, com uma cavalgada de bateristas e percussionistas no palco. Dito isto, os seus riffs e licks de guitarra são perfeitamente executados e elogiados. Jim Root e Mick Thomson servem como condutores perfeitos.

* Gary Clark, Jr. - The Bright Lights EP
* Jack White
* Ben Bruce e Cameron Liddell - Reckless & Relentless
* Slash - Ex- Guns 'N Roses, atual Velvet Revolver
* Dave Navarro - The Jane
* Willie Adler e Mark Morton, Cordeiro de Deus - Resolução
* Synyster Gates, Zacky Vengeance, Avenged Sevenfold
* Mike Mushok - Staind
* Adam Jones - Tool
* James Hetfield e Kirk Hammett - Metallica

Só para constar, a lista não é classificatória, tipo num ranking como uma escala, são apenas citações, certo? Mas enfim, parabéns ao Jim e Mick por estarem entre os melhores, os caras mereçem... porém, a lista poderia ter ficado bem melhor, existem excelentes guitarristas que ficaram de fora. Cadê Kerry King, do Slayer, por exemplo? Tá certo que o cara começou nos anos 80, mas ainda está em atividade hoje em dia, então deveria e merecia estar na lista. Citem mais guitarristas que ficaram de fora, mas instrumentistas bons e de qualidade, não me venham com merda, stay!

Corey Taylor em entrevista para a Faster Louder


Em uma recente entrevista para a Faster Louder, Corey falou sobre a morte de Paul, o Soundwave Festival e um possível cd novo do Stone Sour. A entrevista completa ainda não foi publicada, então por enquanto confira alguns trechos:

Sobre Paul Gray: "Já faz mais de um ano, e eu estou falando um pouco mais sobre isso aos poucos. Claro que ainda é difícil falar sobre o assunto. Mas descobri que, quanto mais eu falo, mais fácil fica pra lidar com isso. A lição mais valiosa que tirei disso tudo foi de nunca subestimar nada. Paul era uma daquelas pessoas que realmente vivia, com toda a intensidade. Ele lutava contra seus demônios mas não deixava que isso dominasse sua personalidade. Se você o conhecesse naquela hora, não acreditaria que ele estava passando por aquilo. Ele era uma pessoa muito doce, e por isso eu esquecia as vezes que ele estava lutando com aquilo, o que o fazia parecer indestrutível pra mim. Então quando ele morreu, aquilo me destruiu pra falar a verdade. Foi difícil, e ainda é, mas me ensinou que você tem que dar valor para todos os momentos, todos os dias."

Futuro do Slipknot sem Paul: "Está mudado, com certeza. Mas é uma mudança sutil. O estilo e o som de Paul são tão distintos que demorei pra me acostumar a não ouvir mais aquilo. E acho que ainda não me acostumei completamente."

Soundwave Festival: "Quando toquei na edição desse ano com o Stone Sour, vi meus amigos do Sevendust, do 36 Crazyfists e todas essas bandas que eu não via há algum tempo. Foi maravilhoso, me divertido muito e é isso que compensa no final."

Novo álbum do Slipknot: "Sabe, eu nem penso em fazer um outro álbum agora, não estou nessa fase ainda. Vamos fazer um set legal, mas faz mais sentido pra mim trabalhar com a banda agora e não sair correndo pra um estúdio pelas razões erradas."

Novo álbum do Stone Sour: “Eu estou compondo sem parar. A idéia é muito boa e se tudo sair como planejado, vai ser o melhor da nossa carreira. Tem influências de bandas como Alice in Chains e coisas antigas como Megadeth e Anthrax, com algumas passagens acústicas bem legais. Vai ser algo muito bem trabalhado e estamos animados. O álbum é basicamente a história de um homem que está tentando descobrir… é quase uma crise de meia idade de certa forma.”


Confesso que foi uma entrevista interessante do Corey, porém quando perguntado sobre o futuro do Slipknot, ele não disse nada de que já não soubéssemos, é a forma como eu vejo. Mas pelo menos as coisas no Stone Sour estão fluindo. stay!

13 de jan de 2012

Corey Taylor [IMAGEM BIZARRA]

A minutos atrás construí uma postagem com imagens pra lá de embaraçosas e raras do James Root, e pareçe que chegou a vez de Corey Taylor. Novamente, encontrei o mesmo conteúdo constrangedor, porém dessa vez não é tão ruim assim... mas, após visualizarem a foto do #8 do Slipknot, vocês devem admitir que é uma foto raríssima do Corey, de tão antiga que é, dele por volta dos 14 anos de idade, mas esse não é o detalhe que lhes irá chamar a atenção, tenho certeza. É outro, mas enfim... vejam a imagem e se surpreendam com a "pequena"  revolução capilar do The Great Big Mouth, stay!

E agora a imagem, claro:

Que diabo de trança é essa Corey? E essa cara de chapado? Caralho, sem comentários. Teve que errar pra aprender a ser o ser humano espetacular que hoje é. Mas mesmo assim continua sendo foda. Hilário isso, pqp!

James Root [IMAGENS RARAS E ESTRANHAS] o.o

Olá motherfuckers, tudo bem? Agora a pouco, questão de minutos atrás, encontrei na internet algumas fotos bem cabulosas e raras do James Root em momentos mais "normais", digamos assim, quando o #4 pareçe ter descido do salto. Após a divulgação de tais fotos, a probabilidade de alguns de vocês ficarem surpresos com imagens de certa forma, constrangedoras, é grande, portanto, preparem seus corações e olhos porque a bomba é forte. Olhando, a 1ª impressão de que se tem é de pensar-se que a pessoa na foto não é o guitarrista do Slipknot, custamos a acreditar, mas acreditem... é realmente ele. Logo abaixo das fotos, um breve comentário meu, certo?

Essa imagem, na minha opinião é a mais forte/pior, vejam como preferirem. Cara, essa foto é literalmente uma raridade, uma relíquia do Jim, pois o #4 apareçe com um rosto bem mais jovem e com o cabelo loiro, bem ao estilo Joelma do Calypso. Realmente constrangedor.
Pelo menos ele já tocava guitarra.


James Root em seu momento Napoleão Bonaparte, lieralmente. Além do bigode e barba avatajados, o cara está com uma expressão bem atrativa, já que pareçe que o cara viu um fantasma ou assustou-se com seu próprio bigode (TROLLFACE) ao olhar no espelho. Será?


Essa foto, na minha opinião é a menos pior de todas, porém mesmo assim é digna de ser dita como uma imagem estranha do Jim. Caralho, que diabo de chapéu é aquele? O problema não é nem tanto o chapéu, é mais o cabelo que fica para fora do ornamento (chapéu) na cabeça do #4, porra, pareçe aqueles veados que cantam aqueles forrós furrecas naquelas bandas cearenses (não que o Jim seja veado), mas que ficou ficou estranho pra caralho, ficou, não neguem.

Enfim, esta é uma postagem focada nos momentos em que James root parecia estar mais fora dos padrões, mas que mesmo assim, apesar desses momentos constrangedores e embaraçosos continua sendo o nosso eterno guitarrista do nosso eterno Slipknot. Não se esqueçam doo lugar privilegiado que ele ocupa.
stay!

12 de jan de 2012

LIKE BREATHING IN SULFUR!

Olá filhos da puta, tudo bem? Me desculpem pela demora para postar, estava sem criatividade nesses últimos dias, e de certa forma ainda estou, portanto irei extrair algumas coisas do meu cotidiano (tudo relacionado ao Slipknot, é claro) para compartilhá-las aqui, com vocês. Uma dessas coisas é que estou ouvindo muito Sulfur, nesses últimos dias, sei lá... em um momento me bateu uma vontade repentina de ouvir tal canção, então ouvi uma vez, duas vezes, três, quatro, cinco vezes, o negócio ficou meio fora de controle e ainda está, só para constar, estou ouvindo o Corey berrar Like Breathing the sulfur, com aquele gutural foda e estático.

É muito estranho começar a ouvir uma música e viciar-se nela a ponto de ouvir umas 20 vezes seguidas, sem parar... tudo isso, porque um desejo muito louco toma conta de nós Maggots, e só sai quando quer. Quem curte Slipknot sabe do que eu estou falando. Agora parando e analisando um pouco de Sulfur, em seus diversos aspectos como letra e melodia, por exemplo, será que esses fatores influenciariam de forma subliminar nossos vulneráveis cérebros? Quer dizer, será que de uma forma indireta à qual não percebemos essa música manipularia ou influenciaria os nossos miolos, fazendo-nos ouvir a mesma música 1 milhão de vezes? Não quero tornar o post em algo científico, estou apenas tentando entender, junto a vocês o que nos levaria a ter uma atitude no mínimo anormal. Sei lá cara, não sei bem qual ou quais fatores nos levariam a isso, mas qualquer idéia que surja de vocês, por favor, divulguem-na na caixa de comentários, seria interessante. Me deixaria mais cultural.

Porém, deixando a ciência e as mentes normais de lado, voltemos a pensar como os legítimos Maggots que somos, dessa forma, expondo todas as nossas palavras que tenham qualquer relação com Sulfur, então aqui vão as minhas. O comecinho de tal canção é foda e bem veloz, com aquela alta e repentina entrada de guitarra de Mick, juntamente com a batucada e os splashs (batida nos pratos) de Joey, seguidamente surgindo o pedal duplo e os efeitos de Sid Fucking Wilson, até que finalmente Corey começa a cantar, antecipando um breve gutural. Realmente acho que todos já conheçem o começinho da música, portanto nada do que foi dito a cima no último parágrafo é novidade, apenas a exprimi em palavras, porém essa é apenas parte do processo, pois eu ainda não dei a minha opinião como fã, sobre o que eu acho de Sulfur, então aqui vai ela. Cara, é muito relativo alguém opinar sobre alguma coisa, mas eu tento, porém sobre tal canção comentada no post devo dizer que a acho bem agressiva, especialmente no fim, quando o Corey engrossa bruscamente o gutural e o Joey faz uns splashs mais lentos com o prato lateral de latão, o final foi um dos pontos fortes, com certeza... isso sem esqueçer, que anteriormente a este finzinho que estou citando, Jim e Mick tocam ao mesmo tempo a mesma coisa, então fica mais forte, e isso ao lado do #1 e do #8 repetindo o refrão com aquela voz diabólica fez o desfecho da música ser de ouro.

Mas lógico que também não devo me esqueçer da voz suave de Chris cantando o refrão, fazendo o vocal de apoio para Corey, ficou bem bacana. Sid Wilson também interagiu bem com o conjunto todo fazendo alguns efeitos, principalmente no começo, meio (solo) e fim de Sulfur... além de Joey que desçeu a lenha na batera, exaltando seu pedal duplo que foi executado com perfeição, sem deixar de fora aquela batucada dele no final e meio da música, que deve ser difícil pra caralho de fazer, mas que fez a diferença. Contudo, agora já tendo falado da canção, falemos do videoclipe, o qual achei um dos melhores, com certeza um dos mais bem pensados clipes do Slipknot, porra, o lance da água foi genial! Ficou bem melhor do que ficaria se não a tivesse (água), deu um toque a mais no clipe (e que toque!), isso sem falar daquela saídinha deles da água no final, ficou macabro! Me lembrou um pouco do filme Terra dos Mortos, onde tem uma cena na qual uma multidão de zumbis sai da água, ficou bem parecido mesmo, porém tal 'macabrisse' não ficou macabra pelo fato de ser semelhante ao filme, mas sim pela forma estrondosa como eles saem da água, jogando o líquido para todos os lados, mexendo o cabelo e fazendo gotículas desse mesmo líquido voarem em todas as direções, fatos esses, aliados aos olhares psicopáticos deles ao saírem da água, especialmente os olhares de Mick, que pareçe estar puto de raiva, louco pra quebrar a cara de alguém e o de Joey, que deixa parte do cabelo molhado sobre a máscara, olhando para cima, mas que dessa forma seja possível ver seus olhos, onde pareçe que ele está sentindo muita dor, tipo morrendo. Também achei interessante a forma como os caras do Knot gravaram o clipe, a partir de um ângulo onde dá pra ver muito melhor os nossos ídolos em ação, como por exemplo o baterista, percussionista e dj, que foram os mais vistos desse ponto. Muito bem colocado.

Tanto o clipe como a música ficaram ótimos, pessoalmente acho Sulfur uma das melhores músicas do All Hope Is Gone, curti pra caralho, em todos os aspectos. O post ficou grande, puta que pariu! Porém, eu disse tudo o que queria falar, então apenas para finalizar e dar sentido à postagem, (afinal, o que é um post de Sulfur sem o clipe?!), curtam logo abaixo o link do videoclipe oficial de Sulfur, porque o vídeo era muito grande pra carregar, e rumem em direção à loucura, stay!

http://www.youtube.com/watch?v=PAAvNmoqDq0

8 de jan de 2012

Banner do 'Domínio Maggot'!

Olá, Maggots Motherfuckers, tudo bem? Com mais de 1 ano e meio de 'Domínio Maggot', e seguindo para o 2º aninho de vida, o 'Domínio Maggot' ainda não possuía um banner próprio, pois eu nunca tinha paciência o suficiente para fazê-lo, nem saco para pensar como seriam os detalhes, porém hoje, eu resolvi inovar e finalmente construir o banner do 'DM', apesar do tremendo sono e cansaço que estou sentindo nesse momento.

Devo admitir que foi mais rápido e prático do que eu havia imaginado, então para matar a curiosidade de vocês e finalmente ficar aberto a parcerias com outros blogs e sites, confiram logo abaixo o grandioso banner do 'Domínio Maggot', e qualquer coisa é só comentar, claro:


A própósito, proprietários do Stay (SIC)BR, nós temos que conversar sobre uma possível parceria proposta por vocês. Deixem algum contato nos comentários ou me contatem por e-mail ou orkut, ques estão no lado direito do blog, em "Moderador - Contato".

7 de jan de 2012

Scissors: uma música foda, insana e cheia de mistérios

Scissors, uma canção escrita inteiramente por Joey Jordison durante o Self-Titled, porém como ultimamente estou ouvindo-a com bastante frequência, resolvi dar uma pesquisada na música já que é antiga e pouco conhecida entre os Maggots, sendo considerada de certa forma, até uma raridade, então vamos lá, pois há muito para se falar.

Todo Maggot de verdade, sabe que Scissors é uma canção com uma letra extremamente complexa e de dificil entendimento, porém com um pequeno esforço descobri que trata-se de alguém que se auto-mutilava e que consomia drogas, que está muito perto do suícidio. Descreve o estado dessa pessoa, acho que fala do fascínio que ele tem sobre isso, mas a recusa ao mesmo tempo porque tudo aquilo não lhe está a levar a lugar nenhum e é como se ele também estivesse à espera que algo acontecesse. Talvez ele estivesse à espera da morte ou de ter coragem para se matar. Fala da dependência do Joey por alguma coisa, algo que ele odeia e ama ao mesmo tempo. Por ser muito pessoal penso que ele quando a escreveu, escreveu-a a pensar em alguém porque parece que a letra é dedicada a alguém, talvez alguém que o queria salvar do estado em que ele está, o que com certeza torna Scissors, uma das músicas e letras mais cheias de sentimento de todo o albúm, especialmente no final da música quando o Corey se deixa levar por uma insanidade total. Acho que é uma das letras mais difíceis de explicar porque é muito pessoal e é toda dita com meias palavras e expressões muito psicológicas, então realmente precisa-se ter cabeça pra conseguir entender o sentido da canção.

Porém, se a mesma foi baseada na dependência do #1 por alguma coisa, que coisa seria essa? E se a música fosse mesmo uma dedicatória a uma pessoa, qual seria essa pessoa? Caralho, eu quebro os miolos pensando nisso mas não chego a nenhuma conclusão plausível e aceitável. Seria um trauma amoroso do Pequeno Notável? Não tenho muita certeza do que colocar como resposta, então por favor, me ajudem. Mas em um ponto, acho que todos nós concordamos: Scissors é uma música foda, porém cheia de mistérios aos quais, ainda ficarão enterrados por muito tempo, isso se um dia forem desvendados pelos próprios membros do Slipknot. Não acham?

Agora com as questões desconhecidas dessa canção expostas, gostaria de falar um pouco sobre a música em si, a letra, avaliando o conjunto todo. Cara, sabem porque eu considero Scissors uma raridade? Em 1º lugar, pois é uma música antiga e pouco conhecida do Slip, em 2º lugar pois foi gravada na melhor época da banda, quando a insanidade transbordava, não que não transborde hoje, mas não é a mesma coisa... algo ficou para trás, naquela época. Porém, naquele tempo, a loucura e os atos insanos dos caras do Knot na música, andaram lado a lado com a habilidade dos caras, além lógico da voz demoníaca do Corey, que realmente ficou foda, foda, mas muito foda mesmo! Foda pra caralho após os 6:37, quando a insanidade prevalece na música, com as bases de guitarra de Jim e Mick ao fundo, Joey praticamente que solando na batera com seus pedais, tambores e pratos, eis quando surge a voz do #8 do Slip cantando enloquecida e guturalmente, tornando tudo um caos... foi muita loucura num momento só, quando a banda estava no seu auge, seu melhor momento. Particularmente, eu considero Scissors uma das músicas onde a voz do Corey mais me agrada, sendo um dos singles mais caóticos existentes do Slipknot, com certeza. O insano esteve presente, tudo perfeito! A voz, a bateria, a guitarra, os samplers, o baixo, a delicadeza e agressidade em certos instantes da canção, a complexidade da letra e a doença da mesma, a forma como eles descreveram a situação e encontraram uma solução, colocando a morte como um desejo.

Antes do "building my time until the time is right", quando o Joey dá aquela paradinha foda e repentina com os pratos, deixando apenas o Corey presente, é nesse momento que a música sai de controle, e a coisa fica incrivelmente foda, todo mundo fica simplesmente louco, como eu nunca vi em nenhuma outra banda ou música do Knot... não tenho lembranças de ter visto canções tão caóticas em nenhum lugar, em nenhum outro grupo musical, nem mesmo o Slipknot. Uma canção incomparável e fora dos padrões, digo isso com toda certeza. Mas já que estamos falandod e insanidade, vale lembrar do "No time" repetido por Corey 12 vezes ao fim de Scissors, no qual ele ficou com um timbre que me agradou totalmente, realmente pareçe que ele está sofrendo e lutando pra cantar, dando sua alma, sacrificando sua vida para terminar a canção e dar o melhor de si, de ir até o fim, custe o que custar, doa o que doer, ficou muito bom... algumas vezes dessa repetição (No time) começam com uma voz suave, mas que muda de timbre e passa para um tom mais alto, deixando uma voz levemente mais densa mas sem utilizar o gutural, ficou simplesmente perfeito. Uma luta contra si mesmo.

Também vale ressaltar, que nessa música os sampler e dj, Craig Jones e Sid Wilson, respectivamente tiveram longos e importantes papéis, que puderam ser percebidos com facilidade, ficando realmente bem expostos na música, especialmente no começo. Mas enfim, finalizando a postagem, Scissors para mim é a música mais insana e fora de controle já criada na história do Slipknot, em matéria de insanidade pra mim ela fica com a medalha de ouro... nessa canção não dá para negar que CADA UM dos membros do Slip deu o MELHOR DE SI,  literalmente travando batalhas consigo mesmos, enfrentando seus medos de forma interna, enquanto rompiam os limites da sanidade humana e eu agradeço por esse esforço, de coração. Ficou foda demais, pra caralho! Entrou para a história da banda! Com certeza uma das músicas, onde cada membro se destacou de forma sem igual. Memorável! Realmente memorável!

O post ficou ótimo, portanto comentem. stay motherfuckeeeeers!

6 de jan de 2012

Blogueiro: máscara e lingua [FOTO] FICOU REAL?

Olá motherfuckers! Hoje, tirei o final de tarde para adicionar algumas fotos novas 'Maggóticas' em meu perfil do orkut, e modesta parte, algumas ficaram bem interessantes, sendo adicionadas conforme o pretendido, porém uma delas, onde apareçe aprte da máscara e da camisa, onde tem o nome da banda, ficou, como posso dizer... bem profissional, realmente pareçe que é de algum membro da banda, Sid Wilson em especial, já que o dj do Slipknot tem uma foto na mesma situação que a minha, de máscara e lingua para fora. Infelizmente não encontrei tal imagem do #0 para postar e comparar aqui, mas irei divulgar aqui tal imagem MINHA para que vocês possam avaliar o grau de autenticidade e semelhança dela com qualquer membro da banda à qual vocês associem, certo? Porém, antes de fazeram tal avaliação, devo dzier que na minha opinião, associei a minha foto e minha lingua ao Sid, por ele no clipe de Psychosocial, também colocar a lingua para fora, ficando com um formato bem parecido. Comparem e comprovem vocês mesmos.

Sejam sinceros, porém devo dizer que, particularmente, a foto ficou ótima... me passou uma grande sensação de profissionalismo, pelo fato de realmente pareçer com Sid Wilson, porém de outro ângulo da foto que já existe dele, com outra máscara, mas eu curti bastante, ficou super bacana. Agora, sem muita enrolação, a imagem:

E sabe o que é o mais bacana de tudo? Que sou eu na foto! \õ/

Agora, para os interessados, mais uma foto adicional minha com as máscaras, uma em minha cabeça e a outra, do Mick Thomson, em meu colo.

stay!

4 de jan de 2012

Vermilion pt. 2 é perfeita, cara!

Hoje a tarde, em mais uma dia rotineiro de trabalho, voltava eu para a casa, quase dormindo no ônibus, acompanhado de meus fones de ouvido anti-funkeiros e meu celular cheio de Slipknot, então como estava naquele climão "estou caindo de sono", resolvi colocar Vermilion pt. 2, já que é uma canção mais lenta e que me ajudaria a relaxar naquele momento, então após desçer do maldito transporte público e já acordado, vagava eu até minha humilde residência ainda ouvindo a mesma música, porém como já estava mais são e levemente mais descansado, meu cérebro adquiriu novamente a capacidade de racionar e perceber que a parte 2 de Vermilion é perfeita! Simplesmente perfeita! Não há erros, impecável!

Tipo, enquanto eu andava fui ouvindo e ouvindo, foi como se eu a ouvisse pela 1ª vez e ficasse encantado, pois em um determinado momento onde Chris e Shawn fazem o vocal de apoio, fiquei arrepiado de tamanha a sensação de sentimentalismo que a canção me transmitiu, foi muito bom... é mais ou menos como se asoprassem em minha nuca, só para ter-se uma noção. Não sei como é, talvez eu ouça, veja e entenda a música de outra forma, talvez eu veja além dela, talvez eu seja um ouvinte diferente ou apenas alguém que não sabe que todo que escuta Slipknot sente a mesma coisa, é algo estranho não saber se aquilo é normal ou fora dos padrões, a ponto de após tal episódio, ficar pensando se eu sou uma pessoa normal ou alguém diferenciado da maioria, como eu faço as vezes. Não tenho a resposta. E vocês, sentem algo semelhante?

Não sei dizer exatamente como é e foi ouvir Vermilion pt. 2, foi uma coisa totalmente de momento e que os vocais de fundo do #3 e do #6 do Slipknot sempre me proporcionam naquele instante da música, seria fora do comum? Digam-me vocês, porém todos nós concordamos em algo: a 2ª parte de Vermilion total e completamente perfeita em todos os sentidos: melodia, ritmo, letra, vocais, tudo! Com certeza a música mais emocionante do Knot até o momento, sendo a única capaz de me deixar arrepiado, é mole? Enfim, qualquer coisa a dizer, comentem. stay vermilion!

Mushroomhead: alguém curte?



O foco do 'Domínio Maggot' sempre foi e sempre será Slipknot, isso é fato... porém, dessa vez para desvirtuar um pouco o blog, resolvi postar sobre outra banda do gênero: Mushroomhead.

O Mush é uma banda de metal industrial, criada em Cleveland, Ohio, no ano de 1993 pelo atual baterista, Skinny, fazendo uma breve prévia sobre o grupo, porém agora falando mais pessoalmente sobre o mesmo, acho uma banda muita bacana, com um visual bastante agressivo e diferente, alguns membros usam máscaras enquanto outros usam corpse paint (pintura corporal), tendo assim algumas semelhanças com o Slipknot, no entanto, não curto tanto o MRH (Mushroomhead) quando o Knot, é lógico. Apenas algumas músicas, cerca de 10 ou 15, mas agora voltando ao tema do post, gostaria de saber se mais alguém de mim curte Mushroomhead, já que são bandas parecidas então talvez surja mais alguém, com gostos parecidos, assim como eu, que por acaso tenha curtido ambos os grupos.

O Mush não é a melhor das bandas, tem seus defeitos, porém devo admitir que eles utilizam muito melhor o tecladista deles, em músicas como Flattened e One More Day, onde o começo é todo feito no teclado ou piano, não sei ao certo... mas do meu ponto de vista, esse é o único aspecto superior do Mushroomhead em relação ao Slipknot: o tecladista. Também ao meu ver, o MRH é uma banda muito bacana, tem algumas músicas bem sentimentais e emocionantes, como as que citei anteriormente, e assim como Slip, tem suas músicas agressivas como Soulitaire Unraveling e Kill Destroy. Ambas as bandas são muito parecidas, muito mesmo, foram criadas na mesma época, tem o mesmo estilo, o mesmo visual, são grupos de metal, porém são de níveis diferentes, ficando o Slipknot bem acima do Mushroomhead, em termos relacionados à fama e popularidade, claro. E pelo fato de eu curtir muito e infinitamente mais o Knot do que o Mush, porém são grupos de qualidade, admito... novamente ressaltando a superioridade do Slip em relação ao MRH.

Não há muito mais o que se falar, porém se surgir algum admirador de ambas as bandas, por favor, manifeste-se.. esse é o momento. stay!

Agora é guerra!

Olá caros Maggots, tudo nos conformes? Bem, como todos vocês sabem, eu sempre considerei o funk repugnante e nojento, algo detestável que com certeza não é música, apenas um ruído irritante e medíocre, porém dessa vez eu decidi radicalizar. Hoje, comprei uma daquelas caixas de som portáteis, aquelas mesmas que os filhos da puta dos funkeiros nos infernizam nos ônibus com sua "música" do caralho, e com essa poderosa ferramenta em minhas mão, resolvi dar o troco, pois dessa vez se tem alguém que vai infernizar geral, esse alguém vai ser eu. Declaro guerra a todos os funkeiros com quem cruzarei, aceitem ou não... e para registrar tal momento e fazer uma rápida demonstração da minha nova e potente caixa de som, fiz um vídeo com uma breve manisfestação minha, certo?

Então, o vídeo:
video

E só para informar aos leitores do psot, não comprei a caixa apenas para me vingar, comprei para ter mais comodidade, além do fato de ser mais potente e de que eu queria uma dessas a algum tempo. E a minha atitude não infantil antes que dizem, é apenas uma forma inofensiva e irônica de contra atacar os funkeiros viados, e as vovózinhas dos ônibus que me desculpem, mas agora é guerra porra! stay!

2 de jan de 2012

Gostaram do novo visual do 'Domínio Maggot'?

Como vocês podem ver, após a virada do ano eu resolvi dar uma renovada no visual do blog, mudando o plano de fundo e a header (imagem lá de cima), pois os antigos já estavam me deixando louco e estava meio enjoativo, sempre a mesma coisa, então após essa mudança eu gostaria de saber o que vocês acharam. Se ficou melhor, piorou, alguma sugestão ou algo assim... se quiserem, mandem links na caixa de comentários ou imagens para o meu e-mail que encontra-se no lado direito do blog, para que eu possa avalia-las e talvez até colocá-las no 'Domínio Maggot' Sugestões são sempre bem vindas, assim como as críticas e reclamações, claro... além disso, com esse tipo de postagem que é exclusivamente para fortalecer a interação blogueiro-internauta, muita gente pode achar que é "encheção de linguiça", e eu particularmente acho que realmente seja um pouco, não gosto desse tipo de postagem, porém a considero de suma importância para que vocês dêem suas opiniões e sugestões, direcionando dessa forma o 'Domínio Maggot' para um caminho melhor e mais aperfeiçoado.

Agora, apenas para ajudar vocês a criarem suas idéias e mostrá-las aqui, confiram abaixo os headers do blog, em ordem de criação, facilitando assim suas mentes a pensarem, certo? stay!

1ª.


2ª.


3ª.


4ª.



Vale lembrar que as duas últimas headers acima foram feitas hoje, a cerca de 3 horas trás, e peço pro favor que não as roubem e saiam espalhando por aí ou que as usem dizendo que foram feitas por vocês, não me façam provar o sabor amargo desse desgosto, estou confiando. Mas enfim, agora é com vocês, dizerem qual é a melhor, apesar de serem meio amadoras, sendo o melhor que posso fazer.

Mick Thomson e seu violão de "brinquedo"

A cerca de dois dias atrás, encontrei uma imagem de mIck Thomson numa situação que não pode ser dita como bizarra ou inusitada, está mais para engraçada, pela diferença de tamanho. Aposto que após essa frase muita gente pensou malícia, mas vou explicar melhor. O negócio é o seguinte: o #7 do Slipknot está com um violão em suas mãos, supostamente tocando. Mas onde está o humor nisso? Vocês devem estar se perguntando, e a resposta é a diferença de tamanho.

Caralho, o Mick tem 2,10 de altura, o cara é um monstro, literalmente, tudo por sua elevada estatura, então por esse motivo, a maioria dos objetos que para nós, (de altura normal) ficariam bem, para o Log (apelido do Mick) fica desproporcional, tanto que o violão até pareçe ser de brinquedo, só pelo tamanho, porém após analisar a estatura dele e o tamanho do instrumento (violão), cheguei à conclusão de que o violão provavelmente deve ser de verdade. Mas fala sério, apenas olhando para a foto, pareçe ser de brinquedo, não é? Para que tirem suas próprias conclusões e comentem, vejam a tal imagem humorística de Mick, logo abaixo. E vale lembrar que apesar de seu jeito bruto, ele teve humor suficiente para fingir que estava tocando (o violão):



Chris rodeado de mulheres!

Olá caros Maggots, primeiramente gostaria de lhes desejar um feliz ano novo, um bom 2012 com muito metal nas veias, e em segundo lugar, desculpar-me pela demora para postar, é que ultimamente eu tenho estado muito cansado e sem vontade de postar, porém no dia de hoje a história está sendo diferente, pois como vocês mesmos podem ver, eu até fiz uma header (imagem lá de cima) nova, além de uma breve sequência de postagens que pretendo fazer a partir de agora, começando por uma foto um tanto "esperta" de Chris Fehn, o percussionista e backing vocal do Slipknot, e vocês já irão entender o porque do "esperta".

A alguns dias atrás, acabei encontrando Chris Fehn em uma imagem, nada mais, nada menos do que rodeado de mulheres e completamente rodeado. O cara além de ser foda e insano, também é esperto pois teve a idéia de registrar esse momento para talvez divulgar para o mundo que é um possível pegador. Mas como ele conquistou essas mulheres? Não sabemos. Talvez tenha usado sua fama, seu ego de artista para seduzir as mulheres, ou talvez, e não podemos descartar essa hipótese, de que o #3 do Slipknot é bom de papo. Tá certo que nem todas as mulheres que estão ao redor de Chris são lindas, mas tem algumas bem gostosas, basta olhar para perceber, a de bone preto na frente é nota 10! Mas será mesmo que o Mr. Picklenose é bom de lábia? E quem seriam essas mulheres? Fãs? Tietes? Não sei, mas em todo caso, dêem uma olhada na foto do Chris Fehn ao lado de várias mulheres, logo abaixo, stay: