Maggots Motherfuckers ↓

Translate/Tradutor

Visualizações do blog:

19 de ago de 2011

Horário da noite do metal, dia 25 no Rock In Rio

Caros Maggots, encontrei na internet os horários e a ordem dos shows na noite do metal, dia 25 de Setembro, no qual o Slipknot se apresentará, e o show da banda terá apenas 1h10m de duração, o que na minha opinião é muito pouco tempo, 2h no mínimo. :/ Especula-se que o set-list do Slip será o mesmo do Sonisphere Festival, o que de certa forma me desanimou, pois eu esperava um repertório diferente, melhor elaborado, não a mesma coisa da turne européia, porém no dia 25 o Slipknot tocará (SIC), Eyeless, Wait And Bleed, The Bister Exists, Liberate, Before I Forget, Pulse Of The Maggots, Disasterpiece, Psychosocial, The Heretic Anthem, Duality, Spit It Out, People=shit e Surfacing.

Desse set-list, para mim as únicas que me agradaram foram (SIC), Eyeless, Liberate, Pulse Of The Maggots, Disasterpiece, The Heretic Anthem e Surfacing, pois na minha opinião o resto das canções poderiam ser substituídas por outras melhores, ou que não são tocadas regularmente, como Sulfur, Dead Memories, Everything Ends, Gematria, My Plague, The Nameless, e Vendetta ou Wherein Lies Continue, aí sim o set-list seria perfeito. E vale lembrar que o repertório do Rock In Rio não é definitivo e pode ser alterado, mas é bem provável que seja aquele mesmo.

Na noite do metal, o Slipknot tocará ao lado de Glória, Coheed and Cambria, Motorhead, e Metallica, o que com certeza será um noite memorável, e com certeza eu estarei acompanhando tudo através da Multishow. E só para terminar o post, a programação do dia 25 de Setembro:

19h às 19h50 > Glória
20h10 às 21h10 > Coheed and Cambria
21h30 às 22h30 > Motörhead
22h50 às 0h > Slipknot
0h20 às 2h > Metallica

STAY (SIC)!


18 de ago de 2011

Corey diz 'oi' aos fãs brasileiros


video

Não há nada o quê se falar de um vídeo de 19 segundos, mas se vocês tiverem algo, comentem.

Sid Wilson lança álbum solo

No dia 18 de Agosto, o dj do Slipknot, Sid Wilson anunciou em seu twitter que lançará um álbum solo no mês de Setembro, mesma época em que o Knot se apresentará no Rock In Rio, então agora é esperar pra ver o que o titio Sid preparou pra gente.


Gordinho cantando 'California Girls' em ônibus

Descontraindo um pouco o blog, e falando sobre coisas diferentes, posto aqui um vídeo hilário e até meio estranho de um gordinho cantando California Girls da Katy Perry, mas com um detalhe: tudo isso no meio de um ônibus. O vídeo se tornou um hit na internet, e em apenas dois dias ultrapassou 140.000 visualizações, e é devido ao humor dessa merda que eu a postarei aqui, não pela música, porquê Katy Perry é pra levantar defunto da cova, pqp. Mas enfim... o vídeo aí:


video

Se eu sou 555 e você é 666, quem é o 777?

Numa entrevista coletiva ou uma coletiva de imprensa, chamem como quiser, um repórter fez a seguinte pergunta ao Slipknot: "Se eu sou 555 e você é 666, quem é o 777?" e Corey Taylor deu uma resposta muito bem bolada, porém eu responderia Osama Bin Laden, já que o cara foi um genocida que matou milhares no atentado do 11 de Setembro, além de outros atentados. Quer saber a resposta de Corey? Assista ao vídeo abaixo, motherfucker.

video

14 de ago de 2011

O que vocês acham de The Virus Of Life?

Todos nós temos nossas fases musicais, isso é, quando nos viciamos em uma determinada música sem motivo aparente, e aí ela meio que gruda no cérebro da gente e só sai fora quando quer, e é justamente isso o que está acontecendo comigo: viciei em The Virus Of Life, e portanto tenho procurado saber mais sobre a música, e foi aí que eu vi a letra, que particularmente me surpreendeu. A letra é macabra, manolos e fala sobre um assassino falando de suas vítimas ou a doença falando com o serial killer, não sei ao certo, mas vendo a letra não há muitas alternativas além dessas. Agora, pessoalmente falando eu sempre gostei de The Virus Of Life, mas com esse meu vício temporário nela, passei a gostar ainda mais da música, da letra, mas o que eu mais gosto na música é o ritmo lento da percussão e a voz distorcida do Corey... se encaixam perfeitamente na música, juntamente com a letra extremamente bem feita e sombria, claro. O refrão também é outra parte que me agrada bastante, além daquele gemido no final e o cuspe, ficaram muito bons, pois expressaram o sofrimento do personagem da música.


Mas o post não é para falar sobre a música, e sim saber se vocês gostam de The Virus Of Life, e o que acham da música, portanto comentem motherfuckers.
STAY VIRUS! 

1 ano de Domínio Maggot!

Bom, muita gente deve ter notado que nesse começo do mês de Agosto eu fiquei sem postar, porém nesse meio tempo, mais precisamente dia 6, o 'Domínio Maggot' completou 1 ano de vida, o que me pegou desprevenido mas que ao mesmo tempo me deixou satisfeito por eu ter conseguido completar 365 dias de vida de algo bem sucedido, com quase 40.000 visitas, 222 seguidores, mas enfim... feliz aniversário pro blog, e viva nós, os Maggots que fazem essa porra continuar vivendo!

STAY (SIC)!

13 de ago de 2011


Com os 15 anos de estrada e os 6 álbuns oficiais já lançados pelo Slipknot, a banda tem uma carreira bem sucedida, polêmica e cheia de vida. Porém, com tais álbuns e tanta qualidade, fica dificil definir o melhor álbum, mas tentarei dar uma resposta a vocês, sem esqueçer que essa definição fica a critério do gosto e das preferências de cada um, então varia muito. Nesse caso, falarei sobre os álbuns e qual o meu preferido.

Bom, na minha opinião o Mate.Feed.Kill.Repeat foi um álbum super prematutro, onde a maioria das músicas eram preenchidas com partes de sons de filmes, uma "encheção de linguiça", além disso, as canções eram ruins, exceto Confessions e Bitchslap. Na minha opinião, naquela época o Slipknot não sabia muito bem que caminho seguir, eram inexperientes e foram improvisando as músicas. O pior álbum da banda, mesmo sendo fazendo parte do primórdio clássico do Slipknot. Porém, após o MFKR, e com o lançamento do Self-titled, o Knot começou a tomar forma e escolher o caminho que queria seguir, no caso um som mais agressivo, usando e abusando dos guturais, que naquela época passaram a ser reproduzidos por Corey Taylor, com a saída de Anders e foi justamente isso que alavancou a banda, que deu um impulso para o sucesso, o reconhecimento e aceitação do público e mídia ficou mais fácil, com a voz de Taylor. Ao meu ver, foi um bom álbum, com boas músicas e boas idéias que partiram da banda.

Já em 2001, com o Iowa o Slipknot deu mais atenção à agressividade nas músicas, uma libertação de sentimentos e emoções que foram impressas nas canções, e que juntamente com a loucura do gutural de Corey, tornaram desse álbum um dos melhores da banda, com singles como My Plague e Wait And Bleed, que marcaram o Slip em toda sua história, e que ainda hoje são músicas muito conhecidas e ouvidas por grande parte dos Maggots. Com certeza, Iowa foi um grande álbum, com grandes canções. Uma fase inesquecível do Slipknot. Depois do clássico Iowa, o Slip lançou Vol 3: The Subliminal Verses, um álbum que na minha opinião foi muito bom, uma prova de que a banda estava em constante evolução e apreendizado com os álbuns anteriores, e também um álbum que veio com Before I Forget, uma canção que se tornou conhecidissíma no mundo todo, mas que por outro lado foi fraco, vocalmente falando, já que naquele ano de 2004, o Corey investiu mais numa voz melódica, o que não agradou muito pois prefiro o gutural agressivo e violento dele. Um ano depois, em 2005 o Slipknot relançou todo o The Subliminal Verses, porém com versões ao vivo, o que na minha opinião não pode ser considerado como um álbum oficial, já que ele é composto apenas de regravações.

Agora, pra terminar o post o All Hope Is Gone, o melhor e mais recente álbum da banda, e também o que eu mais curti entre todos os já lançados pelo Slip, pois nesse álbum a banda toda estava mais agressiva, o Corey no vocal investiu mais no gutural, o Joey estava mais doidão na batera e literalmente expandindo seus limites, o Jim e o Mick que abusaram de suas guitarras com as bases super graves e os solos fodásticos, além dos percussionistas que estavam extremamente insanos. Enfim, para mim o AHIG foi e ainda é o melhor álbum de toda a carreira do Slipknot, foi o álbum que mais me agradou, o que eu mais curti em todos os aspectos embora muita gente tenha dito que esse último álbum era apenas jogada de marketing, que era apenas pra banda faturar mais, coisa da qual descordo totalmente, então com tais conclusões a que cheguei, posso responder ao título da postagem. O melhor álbum do Slipknot? All Hope Is Gone!

Mas e vocês, que álbum mais curtiram? Comentem, motherfuckers!

Eu não desisti do blog

Dessa vez eu exagerei e fiquei quase duas semanas completas sem postar absolutamente nada, e com isso muita gente provavelmente deve ter pensado que eu desisti do blog e que eu nunca mais postaria nada, que simplesmente havia abandonado, mas isso NÃO aconteçeu. O fato é que nesse mês de Agosto eu estava sem inspiração e sem vontade de postar, então se eu postasse nessas condições, os posts ficariam uma merda e isso estragaria o blog, mas agora um pontinho de luz se abriu no fim do tunel e o ânimo de continuar postando voltou, então agora vou reaver o tempo perdido e postar o que eu encontrar de interessante sobre o Slipknot nessa coisa chamada internet. Enfim... é isso. O 'Domínio Maggot' não acabou.

Foto: Corey Taylor quando criança

A um tempo atrás, no perfil do Slipknot Pictures no orkut, encontrei uma foto pra lá de rara, onde apareçe quem? Corey Taylor quando criança, com seus dentinhos de leite... uma foto antiga, mas bem clara e nítida, não deixando dúvidas de que era realmente o rei do gutural na fotografia. Uma coisa dificil de ser ver hoje em dia, então posto isso aqui com exclusividade a vocês.

6 de ago de 2011

Gutural cu: Gematria

A alguns dias atrás, quando eu tentava gravar a minha dublagem de Gematria - The Killing Name, que não deu certo devido a iluminação de merda da minha casa, porém em um pequeno teste de câmera consegui fazer um 'gutural' relativamente decente e que deu pra ser gravado em vídeo, mas com um pequeno impasse: de cabeça pra baixo, pois filmei ao contrário. Foi estúpido, eu sei. E também sei que ao verem o vídeo que estou prestes a postar não poderei ser comparado ao deus Corey Taylor, mas mesmo assim postarei essa merda aqui, afinal é um dos melhores guturais que já fiz. Espero que gostem.

E abaixo, essa merda:
video