Maggots Motherfuckers ↓

Translate/Tradutor

Visualizações do blog:

22 de out de 2010

Dead Memories - Melhor videoclipe do Slipknot

Melhor clipe do Slipknot, com certeza. Achei muito perfeito o video, a forma como ele mostra os integrantes da banda, sei lá... não tenho uma forma muito concreta de descrever porque eu achei esse clipe tão bom, tão 'esclarecedor' de certa forma. Além do clipe, acho a musica muito boa. O jeito que o Joey toca, a forma como o pedal duplo é aplicado na música, o solo que o Mick faz no meio da musica... enfim, tudo se completa em 'Dead Memories'. 

Acho que todos no Slipknot capricharam ao máximo quando produziram essa musica. Quesito 'video' e 'música' nota 10.

Confira abaixo o videoclipe oficial de "Dead Memories", a letra em inglês, e a tradução da musica:

http://letras.terra.com.br/slipknot/1311120/traducao.html (tradução e letra em inglês)


                            

19 de out de 2010

Joey Jordison, o melhor baterista do mundo!

Não pude deixar de postar isso aqui. Pelo amor de Deus, o Joey é muito foda na batera, e a maior prova disso foi a nomeação de melhor baterista dos 25 anos que ele recebeu. Joey superou grandes bateristas como Mike Portney (Dream Theater), Neil Peart (Rush) & Dave Grohl (Foo Fighters).

Joey ainda deu a seguinte declaração: "Isso está muito além do inacreditável. É esse tipo de coisa que me deixa inspirado para continuar tocando". 
Parabéns Joey, você mereçe!

Link da notícia: http://g1.globo.com/pop-arte/noticia/2010/08/para-ingleses-baterista-do-slipknot-e-o-melhor-do-mundo-em-25-anos.html

Declaração verdadeira de Corey Taylor.

Digo que a declaração do Corey é verdadeira, pois gosto muito de Slipknot, sou fã, sei tudo sobre a banda e até me considero um Maggot, mas poxa... apesar dessa minha alucinação pela banda eu não me corto, não me machuco, não me 'autoflagelo' como diz na reportagem. Não é só porque o som do Slip é agressivo, diferente, e original que eles estão "tentando" influenciar a nós, jovens a nos machucarmos. Considerem o trabalho da banda, pois o que eles tudo o que eles fazem é pra nós, que somos fãs.

Eterno Paul Gray!


   Pequena homenagem ao maior e mais marcante baixista que o mundo já viu: Paul Gray!
Após todos esses meses, o mundo ainda sente a sua falta Paul.

"A única forma de resumi-lo é o amor" (Corey Taylor)

17 de out de 2010

O valor do Slipknot na minha vida.

Na minha opinião Slipknot é muito foda, acho que é uma banda de personalidade muito forte e insana. É uma banda que foge do comum e do normal, pois usam máscaras muito loucas e fazem um gutural de muita qualidade. É uma banda incrível, que eu amo, mas nesse ano (2010) esse amor foi abalado com a morte do baixista Paul Gray. Me acordei de manhã, tomei café e ao mesmo tempo li o jornal, como todo bom cidadão faz no período da manhã... quando cheguei na parte dos obituários li que Paul Gray havia morrido. Não acreditei. Como pode uma lenda do baixo morrer tão jovem e tão de repente? Não chorei, mas fiquei abalado já que sou fã do Slipknot. Senti um vazio dentro de mim, e o mais estranho disso é que eu nunca imaginei que ia me sentir assim. Mas a partir daí percebi que o Slipknot não era apenas uma banda que eu curtia ouvir, era mais que isso: era uma parte de mim que eu não podia e nem conseguia mais abandonar, embora eu nunca tivesse tentado isso.

O som do Slip me faz explodir por dentro... tipo, os meus sentimentos mais fortes afloram. Raiva, tranquilidade, ódio, ira, fraqueza, pensatividade, e outros sentimentos vem à tona fazendo com que eu me sinta um ser melhor e mais puro.
Os caras da banda são uma inspiração pra mim, tipo o que eu faço, o que eu penso, o que eu crio é totalmente ou quase totalmente inspirados neles.

O Slip e os integrantes dessa banda alucinante marcaram a minha adolêscencia e a minha vida. Só tenho a agradecer a eles. Os solos de bateria do Joey, e os solos do Jim e do Mick são espetaculares e me dão forças pra ser aquilo que eu quero ser.